Rede aleluia
São Paulo é a primeira cidade a regulamentar a telemedicina no Brasil
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 23 de Novembro de 2021 - 22:15


São Paulo é a primeira cidade a regulamentar a telemedicina no Brasil

A nova lei viabiliza, de forma definitiva, o atendimento à distância na capital

São Paulo é a primeira cidade a regulamentar a telemedicina no Brasil

Na tarde desta terça-feira, 23 de novembro, São Paulo passou a ser a primeira cidade brasileira a contar com as vantagens e benefícios da telemedicina, uma das mais poderosas tecnologias, voltadas para saúde, na atualidade. A iniciativa visa resolver um enorme problema das grandes capitais, que é a exaustiva espera por um atendimento médico, na rede pública. 

Em reunião, o prefeito Ricardo Nunes sancionou a Lei 17718,  de 23 de Novembro de 2021, de autoria do vereador Sansão Pereira, do Republicanos, que torna definitivo o atendimento médico à distância. Dentre os objetivos da legislação estão reduzir a desigualdade social, levando a telemedicina para o Sistema Único de Saúde.

“Agora será possível complementar os atendimentos dos serviços do SUS através de videochamadas, acompanhar e monitorar pacientes com doenças crônicas, pós-cirúrgicos, pré-natal, neonatal, entre outros. Agilizando também a comunicação entre os profissionais, a fim de fortalecer o SUS na cidade de São Paulo, expandindo a capacidade de atendimento, através do uso da tecnologia, observando o princípio da economicidade”, explicou o vereador em seu site oficial. 

Apesar da telemedicina existir no país desde 2002, esse serviço só era possível para quem tem plano de saúde e usufrui de atendimento particular. Durante a pandemia da Covid-19 as consultas à distância passaram a ser implantadas de forma provisória, mas só agora se tornou permanente e apenas na capital paulista. 

 


São Paulo é a primeira cidade a regulamentar a telemedicina no Brasil
  • Redação / Foto: Breno Valente 


reportar erro