Rede aleluia
Rafael Sardão diz ter aprendido a não julgar o próximo com o exemplo de Jéter em Reis
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 8 de Dezembro de 2022 - 16:48


Rafael Sardão diz ter aprendido a não julgar o próximo com o exemplo de Jéter em Reis

No podcast Fora de Série, ator analisou o casamento do personagem com Zeruia, interpretada por Juliana Boller

Rafael Sardão diz ter aprendido a não julgar o próximo com o exemplo de Jéter em Reis

Rafael Sardão participou do podcast Fora de Série de terça-feira (6) e revelou ter aprendido a não julgar o próximo com o exemplo de Jéter, seu personagem em Reis. No bate-papo com a jornalista Ana Carolina Cury, o ator explicou como o israelita lida com a esposa, Zeruia (Juliana Boller).

  • “O Jéter pratica, de fato, o amor incondicional. As ações dele não estão atreladas aos malfeitos da Zeruia. Ele entende que ali há um problema, uma questão de vida, e que ela precisa passar por uma evolução para chegar ao lugar em que ele já está: de não julgamento”, explicou.

Na trama, a israelita traiu o marido com o comandante do exército, Abner (Dudu Pelizzari). Apesar da decepção, Jéter decidiu perdoá-la tempos depois.

  • “É uma história triste, mas de superação também. [Jéter] é um cara à frente de seu tempo, que vê a relação de amor um pouco mais independente das ações dos outros. Ele consegue manter o amor dele por Zeruia, mesmo ela cometendo tantos erros, sobretudo em uma época em que esse tipo de atitude seria tratada com o apedrejamento”, observou.

Desde 2011 na Record TV, Sardão ainda falou sobre a importância das superproduções bíblicas para a carreira dele:

  • “É especial porque me dá a possibilidade de pegar personagens completamente fora do nosso cotidiano. Ao mesmo tempo em que torna o trabalho um pouco mais difícil, para mim, é o que mais me motiva.”

Veja a entrevista completa:

Assista aos episódios de Reis quando e onde quiser em PlayPlus.com. E acompanhe todas as novidades no perfil @seriereis.

A sexta temporada da superprodução, intitulada A Conquista, chega à Record TV em 2023.


Rafael Sardão diz ter aprendido a não julgar o próximo com o exemplo de Jéter em Reis
  • R7 / Foto: DIVULGAÇÃO/FORA DE SÉRIE 


reportar erro