Rede aleluia

Notícias | 20 de setembro de 2018 - 00:05


Quando se fazer de cego, surdo e mudo é algo bom

Bispo Marcello Brayner, coordenador nacional da Força Jovem Universal (FJU), ensina como vencer o sentimento de fracasso

Frustração é um péssimo sentimento que vem quando você espera algo, mas aquilo não acontece ou não chega às suas mãos. Um exemplo é quando um estudante se dedica o ano todo para prestar um vestibular, mas no fim não alcança a pontuação necessária.
É difícil a sensação de fracasso não nos acompanhar em casos assim, mas além dela há outras coisas que surgem e só nos colocam para baixo. Alguns exemplos são: dar ouvidos a palavras de derrota, ver outras pessoas conquistando e pensar que está “ficando para trás” e frases de autodestruição, como dizer “Eu sou um derrotado mesmo”.
Porém, como forma de combater toda essa negatividade, muitos acabam se fazendo de cego, surdo e mudo. E isso, por incrível que pareça, é algo bom! Talvez você se pergunte: “Como assim?”. O Bispo Marcello Brayner, coordenador nacional da Força Jovem Universal (FJU), explica:
Cego: para não se deixar levar pelo que vê, pelas circunstâncias negativas.
Surdo: para não dar ouvido às vozes negativas que tentam lhe desmotivar. “Elas vêm por meio de ditados, pessoas, pensamentos, notícias, etc.”, diz.
Mudo: para não confessar o fracasso. “Nunca diga ‘eu não posso, não consigo, não tenho condições’. Exclua do seu vocabulário palavras que expressam dúvida ou derrota”, ensina.
Ele acrescenta que, ao fim, tudo se resume neste versículo:
“Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.”
Filipenses 4:13
“Quando você faz de Deus a sua força, coloca toda sua confiança nEle e crê em si próprio, no seu potencial, supera a frustração e realiza o seu sonho”, afirma o Bispo.
Fortaleça sua fé em Deus e a sua autoconfiança nas reuniões que acontecem todos os domingos na Universal. Encontre o endereço mais próximo de sua casa, clicando aqui.


  • Rafaella Rizzo / Foto: iStock 



reportar erro