Rede aleluia
Qual a razão de tanta ansiedade e preocupação?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 7 de Maio de 2021 - 20:12


Qual a razão de tanta ansiedade e preocupação?

Acompanhe a mensagem da apresentadora Josi Boccoli e entenda

Qual a razão de tanta ansiedade e preocupação?

“Tenha fé”; “Vai dar tudo certo”; “Confie em Deus”. Palavras de ânimo como essas são normalmente ditas por nós quando nos deparamos com alguém aflito, que está sofrendo com algum tipo de problema, seja de ordem física, emocional ou espiritual.

Entretanto, quando somos nós que estamos diante de um problema, ficamos ansiosos, preocupados e muitas vezes temos dificuldade de colocar em prática aquilo que orientamos outros a fazer. Por quê?

A apresentadora Josi Boccoli falou sobre o assunto em um vídeo publicado no perfil oficial do Godllywood de Portugal, no Instagram.

De acordo com a apresentadora, ansiedade e preocupação são os primeiros sintomas da falta de fé e de confiança em Deus.

 Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?  Mateus 6:25-27

Ela explica que Deus sabe do que nós precisamos, e que quando nos deixamos levar pela ansiedade e preocupação, estamos agindo como incrédulos.

“A nossa preocupação não vai mudar o rumo dos acontecimentos. O que vai mudar os acontecimentos é você – a partir de agora – buscar em primeiro lugar o Reino de Deus. Quando você faz isso, tem esse Reino dentro de você e, então, tudo isso vai mudar, porque ao invés da insegurança e da ansiedade, haverá a certeza de que Deus está cuidando de você”, ensinou.

E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal. Mateus 6:28-34

Josi também revela uma curiosidade a respeito dos lírios do campo, mencionado por Jesus nessa passagem bíblica.

Saiba qual é assistindo à mensagem na íntegra no vídeo abaixo:

 

 


Qual a razão de tanta ansiedade e preocupação?
  • Jeane Vidal / Foto: Getty Images 


reportar erro