Rede aleluia
Projeto Help promoveu o Dia Nacional do Desabafo
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 10 de dezembro de 2019 - 11:52


Projeto Help promoveu o Dia Nacional do Desabafo

Milhares de pessoas puderam expor seus sentimentos e receber em troca carinho e uma palavra de ânimo e fé. Veja como foi

Projeto Help promoveu o Dia Nacional do Desabafo

No último dia 7 de dezembro, o grupo Força Jovem Universal (FJU), por intermédio do Projeto Help, realizou em todo o país o “Dia Nacional do Desabafo”. Em todas as capitais brasileiras e em centenas de outras cidades, os voluntários se disponibilizaram a ouvir e ajudar todos que sentissem o desejo de expor seus sentimentos e frustrações.

A verdade é que muitas pessoas passam, constantemente, por inúmeras situações que geram tristeza. Estas podem ser desencadeadas pelos mais diversos motivos, desde os mais simples até aqueles mais sérios. Quando esses sentimentos são sufocados, eles se acumulam e podem dar início a uma série de problemas, como estresse, ansiedade e, até mesmo, depressão.

Recebendo atenção

Foi pensando nisso que surgiu a iniciativa do “Dia do Desabafo”. Pois, ao se abrir com alguém, a pessoa consegue expor o que sente e lida melhor com seus sentimentos e emoções. Na cidade de São Paulo, voluntários do Projeto Help estiveram no Largo da Concórdia, no Brás, com o objetivo de ouvir as pessoas.

Em Fortaleza, por exemplo, os voluntários do FJU Ceará, além de ouvirem e transmitirem uma mensagem de ânimo e fé, também adotaram uma dinâmica para convencer as pessoas de que, realmente, se importavam com elas.

Em Belém (Pará), centenas de pessoas foram ouvidas e receberam o apoio emocional e espiritual que estavam necessitando. Muitos voluntários, que um dia também foram libertos da depressão e de traumas complexos, puderam compartilhar suas experiências de superação.

Em Salvador, na Bahia, um espaço de atendimento foi montado no Parque Joventino Silva. Denominado “Cantinho do Desabafo”, quem passou por ali teve a oportunidade de sentar e colocar para fora o que sentia. Muitas pessoas afirmaram que estavam guardando dentro de si por medo de falar, ou simplesmente por não ter quem as ouvissem.

Todos ganham

Diversos especialistas concordam que falar a respeito das suas tensões e ansiedades pode ajudar a pessoa a seguir em frente. O desabafo ajuda a resolver os problemas do dia-a-dia de forma mais eficiente e saudável. Ao explicar uma situação em voz alta, os sentimentos ficam claros na mente, tudo passa ter uma nova perspectiva.

Contudo, não é apenas a pessoa que abre seu coração que se beneficia. De acordo com estudos realizados, todos ganham. Ao ouvir os desabafos de uma pessoa, o ouvinte não está fazendo apenas uma boa ação, mas também tendo a oportunidade de aprender junto com ela. Por meio das vivências de terceiros é possível conhecer novas situações, reações, sentimentos, o que pode ser muito enriquecedor.

A Força Jovem Universal trabalha, diariamente, para alcançar jovens com depressão, desejo de suicídio e automutilação. Para saber mais, clique aqui, ou envie uma mensagem para o WhatsApp (11) 4200-0034.


Projeto Help promoveu o Dia Nacional do Desabafo
  • Cesar Gonçalves / Fotos: Cedidas 


reportar erro