Rede aleluia
Pessoas em situação de rua recebem atenção especial em Goiânia, capital de Goiás
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 16 de julho de 2020 - 12:55


Pessoas em situação de rua recebem atenção especial em Goiânia, capital de Goiás

Além do alimento físico, eles também se nutriram da Palavra. Saiba como foi

Pessoas em situação de rua recebem atenção especial em Goiânia, capital de Goiás

Recentemente, 25 voluntários do projeto Anjos da Madrugada estiveram presentes na Avenida Independência, no Setor Central de Goiânia, capital do estado de Goiás, para prestar auxílio às pessoas que vivem em situação de rua e carecem de ajuda.

Seguindo as recomendações de distanciamento e uso de máscaras, 65 pessoas foram alcançadas e puderam se alimentar com uma marmita de macarrão à bolonhesa, acompanhada de suco e café.

A cada 15 dias, o grupo tem realizado o trabalho social neste local. Contudo, a ação não se restringe apenas à região. Todas as noites de terça-feira, os voluntários saem com a missão de levar amparo às pessoas em situação de rua também nos demais cantos da cidade.

Alimento que salva

Segundo o Pastor Mauro Sérgio, responsável pela ação, além do auxílio físico, durante o encontro, eles também ofereceram uma palavra de fé. “Falamos para eles que não importa o tempo em que estão em situação de rua. Talvez, eles se sintam até abandonados pela família e pela sociedade, mas não foram abandonados por Deus”, disse ele.

Leia também: 18 toneladas de alimentos foram entregues às famílias carentes do estado de Goiás

Aos participantes, o Pastor ensinou que a situação de todos poderia mudar, caso entregassem verdadeiramente a vida ao Senhor Jesus. “Não foi Deus que os colocou nesta situação, mas Ele quer ser o responsável por tirá-los dela”, disse.

O período de quarentena também afetou gravemente a população em situação de rua. “Com as pessoas dentro de casa, os restaurantes onde eles pediam alimentos estão fechados. Encontramos muitos que estavam há dois dias sem se alimentar. Quando eles nos veem chegando, muitos até se emocionam, sentem-se amados”, observou o Pastor.

Amor ao próximo

Ajudar é um ato de amor ao próximo, por isso, para os voluntários, é importante fazer parte do projeto, como garante a voluntária Leticia Stefany de Sousa Tavares, de 26 anos.

“Tem sido muito gratificante ver no semblante de cada pessoa a alegria de se sentir especial, quando eles se deparam com tudo o que foi preparado para eles com tanto carinho. Além de doarmos o alimento físico, levamos também a fé. Isso não tem preço”, comemora.

Para saber mais sobre as ações que a Universal tem realizado, clique aqui.


Pessoas em situação de rua recebem atenção especial em Goiânia, capital de Goiás
  • Débora Picelli / Foto: Cedidas pelo Anjos da Madrugada de Goiânia 


reportar erro