Rede aleluia

Notícias | 19 de fevereiro de 2019 - 12:49


Pessoas ativas na igreja são mais felizes, saudáveis e engajadas socialmente, aponta estudo

A igreja física promove inúmeros benefícios onde estão instaladas. Saiba mais

Um ponto positivo sobre a internet é que ela ajuda a espalhar os ensinamentos da Bíblia até os lugares em que a igreja física não está presente. Entretanto, um estudo do Pew Research Center percebeu que a participação ativa nas atividades de uma igreja faz com que as pessoas sejam mais saudáveis, felizes e engajadas na comunidade de onde vivem.

Igreja: um impacto positivo na sociedade

Para essa análise, os pesquisadores separaram os entrevistados em três grupos: “ativamente religiosos”, “inativos religiosos” (que não são tão participativos) e “não frequentadores”.

Os dados mostraram, por exemplo, que 36% dos “ativamente religiosos” entrevistados nos Estados Unidos se declaravam “muito felizes”. Enquanto que apenas 25% dos “não frequentadores” afirmavam isso. Um cenário similar foi observado em outros lugares, como Japão, Austrália e Alemanha.

O fato de pessoas “ativamente religiosas” não beberem, fumarem ou cultivarem qualquer outro tipo de hábito nocivo também contribui para uma saúde melhor do que a dos “não frequentadores”.

Outro ponto interessante é que os “ativamente religiosos” também são mais propensos a apoiar e participar de outros grupos não-religiosos que se conectam com a comunidade. Nos Estados Unidos, por exemplo, 58% das pessoas “ativamente religiosas” também estão envolvidas com outros trabalhos voluntários.

Por que construir igrejas?

Recentemente, o Universal.org contou a história do empresário Jaime Matias, de 63 anos, que doou um terreno para a construção de uma igreja no estado de Goiás.

Quando Jaime chegou à Universal, tinha problemas de saúde e conjugais. Mas, participando dos encontros que ocorriam, ele aprendeu a usar a fé em Deus. Hoje, afirma que sua vida é completa em todas as áreas por causa disso.

Similarmente, o engenheiro eletricista Moises Machava, de Moçambique, na África, doou uma igreja para uma comunidade local.

Machava diz ser muito grato à Universal, porque quando conheceu a Deus estava muito enfermo, próximo da morte. Felizmente, ele foi curado pela fé no Senhor Jesus. E hoje ele deseja retribuir para o Altíssimo ajudando outras pessoas a conhecê-lO.

Assista o vídeo abaixo e confira mais detalhes sobre a história de Machava:

Escola da Fé

Todas as quartas-feiras, no Templo de Salomão e em toda Universal (vejo o endereço aqui), ocorre o encontro Escola da Fé.

Se você deseja aprender mais sobre o Reino de Deus e buscar a presença do Espírito dEle, participe. É uma oportunidade para a Salvação da sua alma.


  • Daniel Cruz / Foto: iStock 



reportar erro