Rede aleluia
Perseguição a cristãos na China e no Paquistão
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 13 de Setembro de 2021 - 16:02


Perseguição a cristãos na China e no Paquistão

Nestes locais, e em vários outros, afirmar a fé no Senhor Jesus pode ser uma sentença de morte. Saiba o porquê

Perseguição a cristãos na China e no Paquistão

Duas notícias de perseguição cristã vieram à tona durante este fim de semana. Um dos casos foi na China, em que uma escola de música cristã da província de Heilongjiang foi invadida por autoridades comunistas. Os funcionários do Partido Comunista Chinês levaram alunos (todos menores de 18 anos) e professores para uma investigação e prenderam o diretor, identificado como Xu.

O interrogatório durou 24 horas e como a escola cobra mensalidade dos alunos, as autoridades podem cobrar de Xu por fornecer educação “ilegal”. “Ele teve sua casa invadida duas vezes há seis meses. Seu telefone sempre foi grampeado”, disse um amigo de Xu ao Epoch Times.

Já no Paquistão, no início de setembro, um grupo de muçulmanos fortemente armados atirou contra uma igreja e casas de cristãos, ferindo pelo menos quatro pessoas. Embora os moradores da área tenham chamado a polícia às 14h30, os policiais só chegaram às 20h.

Cristianismo como uma ameaça

Claramente a perseguição à fé cristã não é algo que ficou no passado. Ela continua bem viva nos dias atuais. De acordo com a ONG Portas Abertas, o Paquistão ocupa 5º lugar na lista de países que mais perseguem a fé cristã. Lá a perseguição é considerada extrema, principalmente por parte dos extremistas muçulmanos.

Já a China ocupa 17º lugar nesta lista. Lá a perseguição é severa e acontece pelo próprio governo que quer manter as ideologias do Partido Comunista vivas, atuantes e vê o cristianismo como uma ameaça.

Durante a Igreja Primitiva, a fé também era uma ameaça para o domínio religioso e político da época. Os apóstolos e todos que propagavam a fé no Senhor Jesus eram presos, torturados e mortos (leia um dos primeiros casos em Atos 4:1-3).

Perseverança

Mas isto não deve ser uma surpresa para os verdadeiros seguidores de Cristo. Ele deixou bem claro que este caminho não seria de facilidades, muito pelo contrário.

“Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos… E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai o filho; e os filhos se levantarão contra os pais, e os matarão… odiados de todos sereis por causa do meu nome…”

Mateus 10:16, 21,22

Por outro lado, o Senhor também deixou palavras de ânimo e força para nunca desanimarmos.

“… quando vos entregarem, não vos dê cuidado como, ou o que haveis de falar, porque naquela mesma hora vos será ministrado o que haveis de dizer… mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.”

Mateus 10:19 e 22

Aproveite o privilégio de estar em um país com liberdade de culto e esteja presente em uma reunião na Universal para buscar a presença de Deus. Encontre aqui o endereço mais próximo da sua casa.

Você também pode ir ao Templo de Salomão, localizado na Avenida Celso Garcia, 1459, no Brás, zona leste de São Paulo.


Perseguição a cristãos na China e no Paquistão
  • Rafaella Rizzo / Foto: iStock 


reportar erro