Rede aleluia
Pássaros de mesma plumagem voam juntos
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 18 de Janeiro de 2022 - 17:12


Pássaros de mesma plumagem voam juntos

Acompanhe esta mensagem de fé do Bispo Renato Cardoso

Pássaros de mesma plumagem voam juntos

A Palavra de Deus nos alerta em vários momentos sobre o perigo de nos juntarmos com pessoas que praticam o mal.

Só para ilustrar, o primeiro capítulo de Salmos já fala sobre este tema:

“Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.” Salmos 1:1

Em outra parte, está escrito: “Não seguirás a multidão para fazeres o mal…” Êxodo 23:2

“Ou seja, ainda que 300 mil pessoas, 1 milhão de pessoas, quantas forem, estejam fazendo o mal, isso não quer dizer que é certo, não quer dizer que você pode se juntar a eles só porque eles são muitos e portanto estão certos naquilo que fazem. Não”, orientou o Bispo Renato Cardoso, durante a programação Inteligência e Fé, do dia 18 de janeiro.

Desse modo, não podemos agir ir como diz o ditado popular: “pássaros de mesma plumagem voam juntos”.

“Você não pode se juntar com pessoas só porque elas compartilham de alguns interesses iguais aos seus”, continuou o Bispo.

O mal pode agir em grupos

Na escola, podemos observar que é natural as pessoas se juntarem com seus “iguais”. Os alunos logo formam grupos por interesses comuns. É algo instintivo. Porém, quando observamos isso pelo plano espiritual, vemos que os espíritos malignos se aproveitam disso para propagarem seus objetivos entre os grupos de pessoas.

“Lúcifer não se contentou em se rebelar sozinho. Ele quis espalhar o seu descontentamento. E conseguiu atingir um terço dos anjos”, exemplificou.

Assim também era com o “fermento dos fariseus”, que incentivavam as pessoas a não darem ouvidos às palavras do Senhor Jesus.

Separe-se

Portanto, segundo a Bíblia, é necessário haver uma separação, pois, sem santificação não é possível ver a Deus. Ou seja, coloque a sua fé acima de qualquer amizade e aprovação social (ainda que você tenha que andar solitariamente).

Clique aqui e acompanhe esta e outras mensagens do Bispo Renato Cardoso na íntegra.


Pássaros de mesma plumagem voam juntos
  • Da Redação / Foto: iStock 


reportar erro