Rede aleluia
Os espinheiros
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 30 de novembro de 2019 - 00:05


Os espinheiros

Leia a mensagem de hoje do livro “O Pão Nosso para 365 dias”

Os espinheiros

“A que caiu entre espinhos são os que ouviram e, no decorrer dos dias,  foram sufocados com os cuidados, riquezas e deleites da vida; os seus frutos não chegam a amadurecer.” (Lucas 8.14)

Os cuidados deste mundo são as situações que enfrentamos todos os dias. Elas surgem a todo instante e exigem a nossa atenção. A semente da Palavra de Deus pode ser sufocada por essas situações quando desviamos nossa atenção dela e passamos a nos concentrar nos problemas. E não somente neles, pois as riquezas e os prazeres da vida também podem desviar a nossa atenção. Essas coisas aparentemente boas podem ser como espinhos para sufocar a Palavra de Deus e, pouco a pouco, matar a sua fé.

Note que a semente chegou a brotar, a crescer e até a dar frutos, porém esses frutos não chegam a amadurecer. Ou seja, tornam-se inúteis, mesmo tendo sido originados da boa semente da Palavra.

Por isso, todo cuidado é pouco. Se esses espinheiros existem dentro de você, devem ser arrancados para que não sufoquem aquilo que poderia produzir frutos de mudança para a sua vida. Justamente os frutos que você quer. Justamente os frutos que poderiam ajudá-lo a lidar com esses problemas circunstanciais.

Frutos que também poderiam servir para manter e administrar corretamente as riquezas adquiridas. Frutos que trariam deleites verdadeiros e duradouros, para substituir os prazeres passageiros deste mundo. Sacrifique sua vontade de se concentrar nos probleminhas circunstanciais ou de se levar pelos prazeres deste mundo. Invista na prática da Palavra de Deus, perseverando na fidelidade e na fé para que frutos amadurecidos possam ser colhidos no tempo certo.

Vigie, para que os espinheiros das preocupações e dos  sentimentos não sufoquem a sua fé.

(*) Fonte: livro “O Pão Nosso para 365 dias”, do Bispo Edir Macedo


Os espinheiros
  • Redação / Foto: Getty Images 


reportar erro