Rede aleluia
Ônibus do “Nada a Perder” percorre diversas cidades
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 20 de Abril de 2018 - 03:05


Ônibus do “Nada a Perder” percorre diversas cidades

A meta é divulgar o longa entre o maior número de pessoas no Brasil

Ônibus do “Nada a Perder” percorre diversas cidades

Desde o seu lançamento, ocorrido no dia 29 de março, o filme “Nada a Perder” já foi assistido por mais de 6 milhões de pessoas em todo o Brasil.

E os números não param. Parte disso se deve ao projeto “Cinema Solidário”, que tem como meta chegar a mais de 200 penitenciárias, além de orfanatos, casas de repouso, escolas e em localidades remotas onde não há cinemas (como por exemplo, as comunidades ribeirinhas e rurais).

Trata-se de um ônibus temático adornado com o pôster oficial do longa. Dentro dele há todo o equipamento necessário para que a história possa ser acompanhada pelos espectadores.

Diversas localidades

O ônibus já chegou em pequenas cidades do sertão nordestino.

Entre elas, por exemplo, temos Delmiro Gouveia. Um pequeno município envolvido pelo clima semiárido, que abriga aproximadamente 51 mil habitantes.

Há também Campo Alegre, onde todo o equipamento foi armado em um ginásio poliesportivo da cidade.

Já em Girau do Ponciano, os habitantes puderam acompanhar o longa em tendas instaladas na praça central do município.

A pequena cidade de Santana do Ipanema, que tem aproximadamente 45 mil habitantes, também não ficou de fora do circuito do ônibus.

Distante cerca de 127 quilômetros da capital Maceió, a cidade de São Sebastião também parou para conhecer a história do Bispo Edir Macedo e da Universal. Os espectadores puderam acompanhar tudo pelo telão de LED em um ginásio poliesportivo.

A situação foi similar em São Miguel dos Campos (foto acima, ao lado direito), Penedo (foto acima, ao lado esquerdo) e Coruripe (foto ao lado).

Cada uma dessas localidades apresentou, em média, um público de 3 mil pessoas.

Guaíba

Com aproximadamente 99 mil habitantes e pertencente à região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, a cidade de Guaíba também recebeu a visita do projeto “Cinema Solidário”.

Ao ar livre, em uma praça da região central da cidade, os espectadores puderam conhecer a história real do Bispo Edir Macedo, portando seus lencinhos – que foram entregues na noite de exibição do filme.

Além de Guaíba, o ônibus também passou por localidades como Camaquã e Gramado, onde ocorre o famoso festival de cinema no Palácio dos Festivais. Depois de visitar a região, o ônibus segue para o estado de Santa Catarina.

Leia também: Nada a Perder desperta a fé sobrenatural do público


Ônibus do “Nada a Perder” percorre diversas cidades
  • Por Daniel Cruz / Fotos: Cedidas 


reportar erro