Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 6 de outubro de 2019 - 00:05


O valor do caráter

O tema foi abordado no encontro mensal para homens

Imagine a seguinte situação: o homem rouba dinheiro da empresa em que trabalha, mente para familiares e amigos, faz planos imorais para se dar bem, é egoísta e flerta com várias mulheres ao mesmo tempo. Com base nisso, você deve ter percebido que está diante de um sujeito mau-caráter. E esse tipo de pessoa, além de viver uma infelicidade constante e ter perturbação espiritual, não é digna de ter a confiança de ninguém. Afinal, quem em sã consciência aceita conviver com alguém que pode lhe apunhalar pelas costas a qualquer momento?

Esse tema fez parte da reunião especial para homens realizada no dia 21 de setembro na Universal de todo o País. Na Catedral do Brás, em São Paulo, o encontro foi conduzido pelo Bispo Allan Sena. Ele explicou a importância do caráter e suas consequências na vida do homem.

“O homem de caráter é de respeito e, além disso, é leal. Um homem de bom caráter é como um edifício bem construído: são seus valores que dão estrutura e firmeza para as adversidades. Ele está sustentado pela obediência à Palavra de Deus”, disse.

Qual é a sua conduta?

Durante a palestra, os participantes foram convidados a fazer uma autoavaliação de suas condutas. “O diabo coloca na cabeça de um homem que não tem mais jeito. Então, ele se rende e, a partir do momento que isso acontece, ele abre a porta para o mal concretizar seus planos na vida dele. Ou seja: matar, roubar e destruir. É por isso que o homem tem que tomar muito cuidado com os pensamentos que coloca em si mesmo”, orientou o Bispo Allan.

Em outras palavras, o problema acontece quando não avaliamos a qualidade do nosso caráter e de nossas atitudes. Além disso, não podemos nos esquecer que, em última instância, estamos pecando contra Deus e, quando morrermos e deixarmos este mundo, teremos de prestar contas a Ele em relação ao que fizemos em vida.

“Quando um homem é comprometido com a prática do engano precisa de uma intervenção urgente. Quem lhe garante que você chegará em casa hoje ou que amanhã você abrirá os seus olhos? Quando a morte chega, não adianta nada e cedo ou tarde isso acontecerá. Hoje, pode ser a nossa última chance de nos arrependermos. Talvez sua preocupação tenha sido com o dinheiro e tudo mais, menos com o destino da sua alma”, alertou o Bispo Allan.

Qual é o próximo passo?
Pode ser que neste momento você esteja se perguntando: “entendi, eu estou errado, mas o que preciso fazer para me consertar?” A resposta para esta pergunta também foi dada pelo palestrante: “arrependa-se, limpe-se e confesse os seus erros a Deus”.

Ao final da palestra, todos foram convidados a fazer uma oração e clamar pelo perdão do Senhor Jesus.


  • Daniel Cruz / Fotos: Demétrio Koch 


reportar erro