Rede aleluia
“Nada a Perder” é exibido em maior complexo penitenciário do país
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 11 de Maio de 2018 - 03:05


“Nada a Perder” é exibido em maior complexo penitenciário do país

Centenas de detentos puderam assistir à cinebiografia. Veja como foi

“Nada a Perder” é exibido em maior complexo penitenciário do país

O dia 22 de abril ficou marcado na vida de centenas de detentos da cidade de Campinas, no interior de São Paulo. Isso porque o grupo Universal Nos Presídios (UNP) levou até o Centro de Progressão Penitenciária (CPP) Barão Ataliba Nogueira a cinebiografia do Bispo Edir Macedo, “Nada a Perder”.

O CPP Barão Ataliba Nogueira faz parte do Complexo Penitenciário Campinas/Hortolândia, o maior complexo penitenciário do Brasil, que abriga cerca de 10 mil pessoas.

Para que o maior número de detentos possível pudesse assistir à obra cinematográfica, duas sessões foram realizadas em horários diferentes. No total, mais de 1.300 pessoas tiveram a oportunidade de conhecer melhor a história do Bispo Edir Macedo e da Universal. Pipoca e refrigerantes também foram distribuídos, mas o que mais agradou aos presentes foi o carinho e a atenção dedicados pelo grupo UNP aos detentos.

Fazendo história

O filme “Nada a Perder” é a primeira obra cinematográfica nacional que se preocupou em realizar sua estreia ao mesmo tempo no circuito de cinema do país e em penitenciárias. Isso porque, para a Universal, é tão importante levar essa mensagem de fé para quem está em liberdade quanto para quem está buscando reconstruir sua vida.

Na primeira semana de maio a obra alcançou o recorde de bilheteria do Brasil, tornando-se o maior vendedor de ingressos da história do cinema nacional, com 11.415 milhões de ingressos vendidos.


“Nada a Perder” é exibido em maior complexo penitenciário do país
  • Por Andre Batista / Imagens: Universal 


reportar erro