Rede aleluia
Na Índia, médica cristã enfrenta processo por falar que Jesus cura
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 4 de Junho de 2021 - 17:39


Na Índia, médica cristã enfrenta processo por falar que Jesus cura

A profissional foi falsamente acusada de “tentativa de conversão forçada”

Na Índia, médica cristã enfrenta processo por falar que Jesus cura

A Índia possui algumas religiões principais como o hinduísmo e budismo. Além disso, milhões de deuses para serem servidos e adorados – como ratos e vacas. Mesmo com a variedade de crenças, parece que o cristianismo ainda incomoda muitas pessoas por lá.

Recentemente, a médica indiana Dra. Sandhya Tiwari foi contratada para o Programa de saúde “Kill Corona” e, ao visitar as casas de Bajna, do distrito de Ratlam, em 22 de maio, ela distribuiu folhetos cristãos com um gráfico de dieta recomendada. Ela também encorajou as famílias a orar a Jesus por cura.

Ativistas da principal organização nacionalista hindu da Índia, a Rashtriya Swayamsevak Sangh, se opuseram a ela. E um dos homens fez um pequeno vídeo dele mesmo interrogando a médica. Um processo criminal foi aberto e os policiais confiscaram o celular e panfletos cristãos da médica.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, a Dra. Tiwari defendeu-se dizendo: “O que há de errado em dizer a eles que Deus cura? Eu não disse a ninguém para se converter ou forcei ninguém a orar a Jesus. Eu sou cristã, eu disse a eles que Jesus cura”.

Lutas e perseguições

A caminhada cristã sempre será marcada por perseguições. E, com toda a certeza, se a pessoa decidir falar da Salvação e da Palavra de Deus, os obstáculos serão ainda maiores.

“A maior prova de que somos de Deus e estamos andando de acordo com Sua Palavra são as perseguições que se levantam contra nós. Outrora vivíamos uma vida injusta diante de Deus. Quando deixamos a vida de pecados e passamos a viver conforme a justiça Divina, as perseguições se levantam ferozmente contra nós. Há um confronto entre o Reino de Deus e o reino das trevas”, reflete o Bispo Edir Macedo.

O Bispo diz que, neste caso, a atitude do verdadeiro cristão deve ser a de orar pelos que o perseguem. Afinal, em algum momento da vida ele também foi cego em relação à Verdade.

“Muitos de nós também perseguíamos e criticávamos as pessoas que professavam a fé no Senhor Jesus, mas pela bondade de Deus, fomos alcançados pelo Evangelho da Salvação. Hoje, de críticos e perseguidores, passamos a ser perseguidos. Por isso, devemos orar e tratar com misericórdia os perseguidores, para que eles conheçam a Salvação assim como nós conhecemos”, ensina.


Na Índia, médica cristã enfrenta processo por falar que Jesus cura
  • Rafaella Rizzo / Foto: iStock 


reportar erro