Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 13 de dezembro de 2019 - 09:49


Mais de 1 milhão de pessoas assinam abaixo-assinado contra o Porta dos Fundos e a Netflix

Integrantes do grupo respondem com mais desrespeito

Mais de um milhão e setecentas mil pessoas já assinaram o abaixo-assinado solicitando que a Netflix retire do ar o especial de Natal do grupo de humor Porta dos Fundos. O filme, intitulado “A Primeira Tentação de Cristo”, é considerado um ataque direto à fé cristã.

A indignação existe porque, na obra, o Senhor Jesus é retratado como um adolescente mimado que tem um relacionamento homossexual com o diabo. Além disso, Deus é representado como prepotente, arrogante e promíscuo. A obra ainda tem espaço para insultar os reis magos, mostrar Jesus utilizando drogas alucinógenas e ofender José e Maria.

“Isso é uma ofensa à fé de católicos, evangélicos, de cristãos, pois faz chacota de Cristo”, afirma o deputado estadual Altair Moraes (Republicanos). “Isso não se deu ao acaso, isso foi intencional para polemizar e ter audiência”.

O Domingo Espetacular do último domingo (15) apresentou uma reportagem especial sobre o caso. Confira:

Respostas debochadas

De fato, a resposta do grupo diante da indignação da população foi comemorar a audiência do vídeo. Em sua página no Facebook, o Porta dos Fundos publicou que “comemora o sucesso de mais uma criação de Deus: nosso Especial de Natal na Netflix, ‘A Primeira Tentação de Cristo’, continua cada vez mais poderosíssimo”.

Já o humorista Gregório Duvivier, um dos líderes do grupo, publicou: “Acho que fizemos algo errado, porque é muita pouca gente. Da próxima vez, acho que vale pegar mais pesado. O Porta tem quase 20 milhões de inscritos. 300 mil [número de assinantes da petição naquele momento] é um fiasco. Mas de qualquer jeito, vale pra medir a audiência. Pelo menos 300 mil pessoas viram. É mais que a base de apoio do Bolsonaro”.

netflixMais do que isso, ele utilizou sua coluna na Folha de São Paulo para escrever um texto como se fosse o próprio Senhor Jesus. Entre as ofensas da vez, ele escreveu:

“A novidade é que estão fazendo um abaixo-assinado em meu nome para proibir um especial de comédia ‘ofensivo’. Se ofende a mim, deixa comigo, pessoal.”

Desbocado e irônico, o personagem da crônica ainda afirma que “aquele 7 a 1 da Alemanha, por exemplo, foi coisa minha. Não aguentava mais aquela seleção de crente cantando gospel”.

Por fim, ele trata a própria Bíblia como se fosse um livro de piadas: “Eu era da turma do fundão. Muita coisa que eu disse, inclusive, foi pela zoeira. Esse negócio de passar camelo em buraco de agulha, por exemplo, em aramaico o pessoal se escangalhava de rir. Aquela brincadeira de transformar água em vinho era trote.”

Para a “piada” de Duvivier ser completa, o texto está ilustrado com a imagem ao lado.

Ataque à Universal

Católicos, espíritas e evangélicos se manifestaram contra a insultuosa obra do Porta dos Fundos. Todavia, o comediante Fábio Porchat decidiu atacar diretamente a Universal. Em seus stories no Instagram ele publicou imagens do Tratamento Para a Cura dos Vícios, ironizando o poder de libertação que a fé possui. Zombando, inclusive, do casal que deu seu testemunho e, certamente, não autorizou a exibição de sua imagem pelo humorista.

Essa é a postura de quem, neste Natal, está atacando diretamente a fé de milhões de brasileiros. Em 2018, o especial do Porta dos Fundos retratava o Senhor Jesus e Seus apóstolos como bêbados trapaceiros. Agora, o nível de desrespeito é ainda maior.

E é por isso que tantas pessoas, indignadas, estão assinando o abaixo-assinado. Clique aqui e saiba mais sobre ele.


  • Redação / Imagem: Reprodução Youtube 


reportar erro