Rede aleluia
Longe da fé, Ilary reconheceu que precisava do Espírito Santo
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 3 de agosto de 2020 - 20:47


Longe da fé, Ilary reconheceu que precisava do Espírito Santo

Conheça a história da jovem, que se envolveu com más companhias e se afastou de Deus. Assista ao vídeo

Longe da fé, Ilary reconheceu que precisava do Espírito Santo

Ilary Lourenço, de 22 anos, esteve dentro da Igreja por alguns anos. Mas, segundo conta, acabou se afastando da fé. Nesse ínterim, ela, que não tinha o hábito de beber, passou a consumir bebidas alcoólicas frequentemente. Além disso, também passou a fazer uso de drogas e praticar a prostituição. E quanto mais buscava por felicidade nestes caminhos, mais se aprofundava no sofrimento.

Ilary conta que morava na rua acima onde se localizava a igreja. Mas, que nunca se deu conta de que o lugar onde poderia mudar de vida estava mais perto do que pensava.

“Aos poucos fui me distanciando de Deus, comecei a fazer minhas vontades. Passei a beber, usar drogas e me prostituir. Cheguei a pensar no suicídio, mas não tive coragem de tirar a minha vida. Morava próximo à igreja, mas somente quando precisei de ajuda, percebi que naquele lugar poderiam me ajudar a mudar de vida”, disse.

Ela sabia que da forma que estava levando a vida, com a força dos seus braços, não conseguiria resolver os seus problemas. Então, tomou uma decisão que mudaria a sua vida: pedir perdão e voltar a buscar a Deus.

Assista ao vídeo abaixo e veja o que aconteceu com Ilary durante o propósito do Jejum de Daniel:

O Jejum de Daniel é feito para todos aqueles que precisam de uma vida nova. Ao entregar-se a Deus, você também pode superar qualquer problema que esteja enfrentando. Esse ano, o Jejum acontece entre os dias 2 e 22 de agosto. Clique aqui e saiba como participar.


Longe da fé, Ilary reconheceu que precisava do Espírito Santo
  • Sabrina Marques / Foto: Reprodução 


reportar erro