Rede aleluia
Lei Romeo Mion, para autistas, é sancionada pelo governo
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 10 de janeiro de 2020 - 12:33


Lei Romeo Mion, para autistas, é sancionada pelo governo

Ela garantirá prioridade no atendimento nas áreas de saúde, educação e assistência social

Lei Romeo Mion, para autistas, é sancionada pelo governo

Foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, nesta última quarta-feira (8), a Lei 13.977 (Romeo Mion). Ela institui a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista, a fim de garantir prioridade no atendimento nas áreas de saúde, educação e assistência social, públicos ou privados. Além disso, será gratuita e válida em todo o território nacional.

A lei foi aprovada pelo Senado no dia 11 de dezembro de 2019, contudo, ainda dependia da sanção presidencial. Ela leva o nome do filho mais velho do apresentador Marcos Mion, que é portador do Transtorno do Espectro Autista.

O apresentador é ativo na luta pelos direitos da comunidade autista e comemorou o fato em suas redes sociais. “É a notícia mais importante da minha vida (até agora, né? Porque o melhor sempre está por vir!)”, escreveu na legenda da foto ao lado da esposa e do filho (veja ao lado).

Leia mais: Datas conscientizam população sobre o autismo e a síndrome de Down

Luta pela inclusão

A sanção da lei é mais um passo em direção a um futuro de inclusão para esta parcela da população. Outra aliada nessa luta é a Associação Brasileira de Assistência e Desenvolvimento Social (ABADS), entidade sem fins lucrativos, especializada no atendimento e apoio a crianças e jovens portadores de deficiência intelectual e autismo.

Em setembro do ano passado, Mion esteve na sede da instituição com o fim de participar de um encontro com pais, mães e educadores, além das crianças atendidas pela Associação. O apresentador falou sobre a experiência da paternidade e da luta pelos direitos do filho e da comunidade autista.

“Dos objetivos de vida que eu tinha antes, eu nem imaginava que seria um porta-voz do meu filho e de tantas crianças. E, hoje, tenho certeza que esse era o caminho que Deus traçou para a minha vida. A verdadeira função dos pais é ser a voz de seus filhos, para defendê-los e lutar por eles”, falou na ocasião.

Sobre a Abads

A Associação Brasileira de Assistência e Desenvolvimento Social é uma organização sem fins lucrativos. Desde 1952 apoia crianças, jovens e adultos portadores de síndrome de Down, autismo e outras necessidades.

Atualmente ela atende mais de 980 crianças e jovens, nas áreas de: saúde, educação, assistência social e emprego. Caso queira conhecer mais sobre o trabalho desenvolvido no local e apoiar a instituição, siga a página oficial do grupo no Facebook.


Lei Romeo Mion, para autistas, é sancionada pelo governo
  • Rafaella Rizzo / Fotos: Marcos Corrêa/PR / Reprodução / Marcelo Alves 


reportar erro