Rede aleluia

Notícias | 8 de julho de 2019 - 14:41


Inverno rigoroso: grupo Anjos da Madrugada intensifica ações com moradores de rua

Com a queda brusca das temperaturas, grupo faz campanha em todo o País. Saiba como ajudar

A frente fria que chegou ao Brasil fez as temperaturas caírem bruscamente. Neste último final de semana foi registrada uma das noites mais frias dos últimos três anos. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) a temperatura na capital paulista chegou 7,4ºC.

Se enfrentar o frio dentro de casa e muito bem agasalhado está sendo difícil, imagine para quem vive em situação de rua.

Na capital paulista, em menos de 24h, três moradores de rua foram encontrados mortos. A polícia investiga se a morte teve relação com as baixas temperaturas. Mas, pelas condições em que os corpos foram encontrados, há indícios de que a causa tenha sido hipotermia, ou seja, quando o corpo perde calor mais rápido do que pode produzir, levando-o a uma temperatura perigosamente baixa.

Não há dados atualizados sobre o número de moradores de rua no país. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), em 2015, o país tinha 101.854 pessoas nessas condições. Um estudo da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) contabilizou 15.905 pessoas morando nas ruas, também em 2015, somente na cidade de São Paulo.

Desemprego e conflitos familiares são algumas razões que levam as pessoas a morarem nas ruas. Por isso, estima-se que com o aumento do desemprego – que hoje, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atingem 13,7 milhões de brasileiros -, este número tenha aumentado.

Em suas redes sociais, a prefeitura de São Paulo divulgou que durante a Operação Baixas Temperaturas, na noite e madrugada no último dia 7, foram realizados 176 acolhimentos de pessoas em situação de rua e encaminhadas aos centros de acolhidas municipais, com 69 recusas (quando a pessoa não aceita ir para o abrigo).

Doações

O Anjos da Madrugada é um grupo da Universal dedicado diretamente ao resgate e auxílio dos moradores de rua, intermediando a ida destes para abrigos da prefeitura (quando desejam) e suprindo as necessidades básicas deles, por meio de doações de roupas, alimentos, cobertores e material de higiene pessoal. Tudo arrecadado pelo grupo e por doações recebidas.

Com a chegada do inverno, o programa social tem intensificado as doações de agasalhos, cobertores e alimentos quentes nas regiões sul e sudeste do Brasil.

Neste final de semana, voluntários foram ao encontro desta população rejeitada, não só com cobertores e alimentos quentes para aquecer o corpo, mas, sobretudo, com a Palavra de Deus, que desperta a fé e conduz a uma mudança de vida.

Acompanhe nos vídeos abaixo algumas dessas ações:

Ajude você também!

Se você deseja ajudar com a doação de cobertores e agasalhos para que os voluntários do grupo os entreguem a essas pessoas em situação de rua, procure a Universal mais perto de você (encontre aqui o endereço) e entregue os donativos até o próximo dia 15 de julho.

A sua colaboração, certamente, chegará a uma dessas milhares de pessoas sofridas pelas ruas.

 


  • Núbia Onara / Foto: Getty Images 


reportar erro