Rede aleluia
Governo deve assinar acordo para a produção da vacina contra a COVID-19 desenvolvida por Oxford
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 25 de junho de 2020 - 13:23


Governo deve assinar acordo para a produção da vacina contra a COVID-19 desenvolvida por Oxford

Compromisso de participação com a universidade e uma farmacêutica britânica será para que o País tenha liberdade de produzir a vacina que já está na fase 3 de testes no Brasil

Governo deve assinar acordo para a produção da vacina contra a COVID-19 desenvolvida por Oxford

O Governo brasileiro deve fechar acordo para a produção da vacina contra a COVID-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford. A vacina se encontra na fase 3 de testes em voluntários no Brasil. O anúncio foi feito pelo ministro interino da Saúde, Eduardo Pazzuelo, em uma sessão virtual com deputados e senadores, na Comissão mista do Congresso que acompanha as ações relacionadas à pandemia do novo coronavírus.

Segundo o ministro, nos próximos dias, será fechado um compromisso de participação com a universidade e uma farmacêutica britânica, para que o País tenha liberdade de produzir a vacina. Pazuello informou ainda que o Brasil está trabalhando com as três mais promissoras vacinas em desenvolvimento para combater o novo coronavírus. O objetivo é que o SUS (Sistema Único de Saúde) tenha acesso direto junto à estrutura de fabricação.

Assista abaixo ao vídeo sobre o assunto exibido no Jornal da Record:

No dia 23 de junho último, a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) deu início aos primeiros testes, da fase 3, da vacina desenvolvida por Oxford, em voluntários brasileiros. Saiba mais.

Além disso, mais uma vacina entrou na 2ª fase de testes contra a COVID-19. Foi o que anunciou o Instituto de Biologia Médica da Academia Chinesa de Ciências Médicas. Leia mais aqui.


Governo deve assinar acordo para a produção da vacina contra a COVID-19 desenvolvida por Oxford
  • Redação / Foto: Getty Images 

  • Colaborador: 

  • Michele Roza


reportar erro