Rede aleluia
Ex-garota de programa desabafa: “Quando eu chegava em casa, chorava desesperadamente”
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 24 de junho de 2020 - 14:35


Ex-garota de programa desabafa: “Quando eu chegava em casa, chorava desesperadamente”

Conheça a história da Tatiane e saiba como ela encontrou a felicidade

Ex-garota de programa desabafa: “Quando eu chegava em casa, chorava desesperadamente”

A família da vendedora Tatiane, atualmente com 29 anos, foi feliz até que aconteceu a separação de seus pais. Ela era uma pré-adolescente, na ocasião, e lembra que passou a ter ódio do pai, por achar que ele era o culpado de tudo aquilo.

À medida que foi crescendo, todo aquela amargura foi fazendo dela, segundo conta, uma pessoa ainda mais difícil. Tanto que todos os seus relacionamentos eram frustrados. E, em um deles, ela presenciou uma traição. “Eu perdi o sentido, perdi o valor”, recorda.

E por ter perdido isso, a partir daquela decepção, resolveu não dar valor para ninguém, nem para nada.

Prostituição, drogas e tristeza

No mesmo período, Tatiane lembra que uma amizade a influenciou a tomar uma decisão que só a desvalorizou mais. Essa amiga tinha um relacionamento com uma pessoa que a sustentava em tudo, mas, mesmo assim, ela se prostituía. Achando interessante esse estilo de vida, Tatiane resolveu fazer o mesmo.

As “noitadas” eram com  políticos e empresários, em sua maioria casados. E aquele mundo de luxo a iludiu. No entanto, mesmo frequentando mansões, passeios de lancha, viagens em aviões particulares, uma coisa não mudava: a tristeza que ela sentia. “Quando eu chegava em casa estava arrasada e chorava desesperadamente”.

Para tentar se acalmar e dormir, ela usava maconha. Porém, o vazio continuava.

Seu irmão, que era Pastor da Igreja Universal, mesmo de longe, mostrava para a irmã que aquele caminho não era o certo. E, nos momentos de angústia, as palavras dele sempre vinham à sua memória.
“Se entrega para Jesus e você vai ser feliz para sempre”, ele lhe dizia.

Até que ela venceu o orgulho e decidiu buscar aquela paz que o irmão tinha e que dizia que ela poderia ter também.

Assista no vídeo abaixo o depoimento dela completo:

Leia também:

O que é uma fé inteligente e revoltada?

Participe das reuniões

As reuniões já estão liberadas com a capacidade reduzida, em algumas localidades. Além disso, você deve seguir as orientações dadas pelo Ministério da Saúde. Clique aqui e encontre a Universal mais próxima de sua casa. Se preferir, você também pode acompanhar pela TV Universal.


Ex-garota de programa desabafa: “Quando eu chegava em casa, chorava desesperadamente”
  • Núbia Onara / Foto; Reprodução 


reportar erro