Rede aleluia
‘O Altar não está de quarentena’
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 11 de Março de 2021 - 22:48


‘O Altar não está de quarentena’

Durante a fase emergencial, templos da Universal em São Paulo estarão de portas abertas para atendimento individual; conheça as regras

‘O Altar não está de quarentena’

O Bispo Renato Cardoso, responsável pela Igreja Universal do Reino de Deus no Brasil, anunciou nesta quinta-feira (11), em um pronunciamento transmitido pela TV Templo e pelas redes sociais da Universal, como será o funcionamento da Igreja durante a fase emergencial no estado de São Paulo, no combate à propagação do novo coronavírus. As orientações também valem para as localidades onde há limites mais severos ao funcionamento das igrejas.

Durante o período de proibição de realização de cultos, as portas dos templos continuarão abertas, prestando o serviço essencial, conforme definido pelo Decreto nº 10.292/2020, do presidente Jair Bolsonaro, bem como por outros decretos e leis estaduais e municipais. “O Altar não está de quarentena, e nunca esteve”, explicou o Bispo Renato.

Dessa forma, anunciou que:

  • Até domingo (14), na cidade de São Paulo e nos demais municípios paulistas onde os cultos são autorizados, as reuniões serão realizadas de acordo com a programação e nos horários normais — respeitando os protocolos sanitários da fase vermelha do Plano São Paulo.
  • A partir de segunda-feira (15), quando terá início a fase emergencial, os cultos presenciais serão suspensos por 15 dias.
  • Nesse período de suspensão, até 30/3, todos os templos da Universal no estado de São Paulo permanecerão de portas abertas, para orações individuais.
  • Todos os bispos e pastores estarão de plantão nos templos para auxílio espiritual e emocional às pessoas que precisem de conforto e de consolo.
  • Os canais de comunicação da Igreja pela TV, rádio e internet permanecerão ativos, com a programação de Fé.
  • Localmente, pastores realizarão videoconferências com seus membros e com seus grupos.
  • Para cumprir com as devoções, orações e votos, as portas da Igreja estarão abertas para que o fiel possa comparecer pessoalmente no Altar, nos sete dias da semana.
  • Quem estiver impossibilitado de sair de casa ou pertence a grupo de risco, pode fazer as suas doações através do site universal.org/doar.

Em seu pronunciamento, o Bispo também alertou que os fiéis e simpatizantes dos demais estados devem ficar atentos às diferentes regras de restrição impostas pelas autoridades locais. “Nem todos os municípios, nem todos os estados estão com estas medidas tão rigorosas. Em alguns lugares, podemos realizar cultos com uma capacidade reduzida”, explicou. Para saber das regras em sua localidade, procure a Universal mais próxima.

“É o momento que todos nós temos que entender. É um sacrifício, um esforço coletivo para que possamos ter pelo menos uma desaceleração da contaminação pelo coronavírus e também a redução do número de mortes, enquanto a vacinação progride a passos muito lentos. Mas esperamos que isso também venha a ser acelerado”, afirmou.

Ajuda humanitária

O Bispo Renato anunciou, ainda, que todos os templos da Universal pelo Brasil retomam o recolhimento de doações de alimentos não perecíveis, para distribuir às pessoas mais afetadas pela crise econômica causada pela pandemia.

“Quando você faz uma doação de alimentos e a Igreja Universal se responsabiliza pela distribuição, nós entregamos pessoalmente, porque conhecemos as pessoas, o nome. Vamos às  casas delas, pois sabemos onde elas moram, quem elas são, porque estamos lá na comunidade, junto com elas”, explicou. “Então eu faço aqui o apelo a você que é empresário, você que é dono de supermercado, você que é uma pessoa que tem condições de ajudar com a doação de alimentos da cesta básica, itens de higiene. Faça chegar a sua doação até uma Universal, em qualquer lugar do Brasil. Ela irá para os lugares e pessoas mais necessitadas”.

Em 2020, a Universal arrecadou e distribuiu 40,6 mil toneladas de alimentos no Brasil e em mais 109 países, sendo 2,2 milhões de cestas básicas e 3,5 milhões de refeições prontas.

Para localizar o templo mais próximo de sua residência e doar alimentos não perecíveis, clique aqui.

Também é possível fazer doações financeiras pelo site oficial da Universal no link universal.org/doar.

Assista ao vídeo do pronunciamento:


‘O Altar não está de quarentena’
  • UNIcom / Foto: Reprodução 


reportar erro