Rede aleluia
“Eu sou fruto do Templo de Salomão”, diz Edilene
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 29 de Julho de 2021 - 15:29


“Eu sou fruto do Templo de Salomão”, diz Edilene

Acompanhe a história dela e saiba o motivo

“Eu sou fruto do Templo de Salomão”, diz Edilene

A professora Edilene Hélvecio já estava no seu terceiro casamento fracassado quando chegou ao Templo de Salomão em 2014.

Ela conta que, até então, sempre teve uma visão preconceituosa em relação às igrejas evangélicas. Para ela, todas as pessoas que frequentavam igrejas eram fracassadas.

“Eu me orgulhava por ter estudado e ter conquistado alguma coisa. Eu acreditava em mim, então se eu tivesse que casar 5 ou 10 vezes pra ser feliz eu iria casar”, diz.

Mas, mesmo cheia de preconceitos, ela foi ao Templo de Salomão. “Quando eu cheguei no Templo, o lugar projetado por Deus, eu falei: ‘aqui tem Deus. Eu nunca tinha visto e aqui eu vi Deus de verdade’”

Edilene relata que, nesse período, descobriu a traição do terceiro e atual marido, com quem estava casada havia 7 anos. Foi então que passou a frequentar a Terapia do Amor pela restauração do seu casamento. “Foi aqui que a minha vida foi transformada. Eu recebi o Espírito Santo, Deus restaurou a minha alma, a minha vida, então o maior presente quem recebe sou eu. Eu sou fruto do Templo de Salomão. De idade eu tenho 47 anos, mas de felicidade eu tenho 7”.

Assista ao depoimento de Edilene na íntegra:

Neste sábado, dia 31 de julho, não perca os eventos especiais do 7º Aniversário do Templo de Salomão. Serão três cerimônias especiais: às 7h, às 10h e, especialmente, às 18h. E, a partir, das 17h15 teremos a apresentação do Coral do Templo. Será inesquecível, você não pode faltar! Mas, se não for possível comparecer, você poderá acompanhar, ao vivo, pelos meios de comunicação da Universal.

Se você nunca pisou no Templo de Salomão ou está afastado da presença de Deus, o Bispo Sérgio Correia tem um convite especial para você:


“Eu sou fruto do Templo de Salomão”, diz Edilene
  • Jeane Vidal / Foto: Reprodução 


reportar erro