Rede aleluia
Ele esteve morto por 6 minutos e voltou a viver
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 7 de Abril de 2021 - 16:53


Ele esteve morto por 6 minutos e voltou a viver

Acompanhe o relato do Pastor Fábio Freitas e de sua esposa, e entenda o que aconteceu

Ele esteve morto por 6 minutos e voltou a viver

Em uma época em que os noticiários estão recheados de notícias tristes, como o crescente número de contaminados pela COVID-19, internações, falta de leitos de UTI, negligência médica, mortes, desemprego, fome, etc. Notícias de curas extraordinárias como a que aconteceu com o Pastor Fábio Freitas nos serve como alento e reaviva a fé e a esperança daqueles que ainda lutam pela vida.

O fato do Pastor Fábio ser uma pessoa saudável, sem nenhuma comorbidade, um jovem adulto de 35 anos, não impediu de ele se tornar mais uma vítima do novo coronavírus.

Ele relata que após ser diagnosticado com a COVID-19 permaneceu isolado em casa por uma semana. No entanto, os sintomas se agravaram e ele precisou ser internado e, em seguida, intubado.

Rose Freitas, esposa dele, conta que o marido já estava com 80% dos pulmões comprometidos. “O plantonista me chamou e disse para eu me despedir dele porque na situação que ele estava não garantia que sairia de lá com vida”, recorda-se.

Mesmo diante das palavras do médico, Rose não se desesperou.

“Então eu entrei e falei para ele: ‘amor, você está bem com Deus? ’ Ele disse que sim e que estava pronto. ‘Eu disse: então fica em paz que vai dar tudo certo’”.

A partir daquele momento, Rose conta que confiou em Deus e recorreu à fé, por meio de correntes de oração e propósitos no Altar.

Recuperação extraordinária

Contudo, o organismo de Fábio não respondia aos medicamentos, então o médico optou por fazer uma traqueostomia. Mas, para desespero do médico, ele teve uma parada cardiorrespiratória que durou 6 minutos, tempo suficiente para causar danos cerebrais irreversíveis. Algo que, milagrosamente, não aconteceu.

“Isso aconteceu na segunda-feira, quando foi na quarta-feira o comentário no corredor era sobre a recuperação extraordinária dele. Ninguém entendeu nada”, diz Rose.

Após 34 dias de internação, Fábio deixou o hospital com 36 quilos a menos e numa cadeira de rodas, mas dois dias depois já estava andando.

“Foi muito doloroso, mas Deus me guardou em tudo.  A minha guerra foi na mente, devido aos remédios, muito sonho lutando pela vida, em hospitais diferentes, uma loucura na cabeça.  E tinha que vencer nos sonhos. E venci ”, comemora.

Acompanhe abaixo o depoimento completo do Pastor Fábio e esposa:

 


Ele esteve morto por 6 minutos e voltou a viver
  • Jeane Vidal / Fotos: cedidas 


reportar erro