Rede aleluia
Dia Nacional do Aposentado propõe uma reflexão sobre a qualidade de vida dos idosos
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 22 de Janeiro de 2021 - 17:17


Dia Nacional do Aposentado propõe uma reflexão sobre a qualidade de vida dos idosos

Cerca de 29 milhões de brasileiros têm mais de 60 anos e são eles, os idosos, a grande maioria dos aposentados

Dia Nacional do Aposentado propõe uma reflexão sobre a qualidade de vida dos idosos

24 de janeiro é celebrado como o Dia Nacional do Aposentado. Instituído pela Lei Nº 6.926, de 1981 — em homenagem à criação da Caixa de Aposentadoria e Pensão (24/01/1923), que daria origem à Previdência Social — o dia propõe uma reflexão. É uma data de reconhecimento aos trabalhadores que contribuíram para a sociedade ao longo dos anos dedicados às atividades laborais. Mas, também, de conscientização acerca da qualidade de vida desses cidadãos.

No Brasil, o Estatuto do Idoso define como tal a pessoa que tem 60 anos ou mais. E, são os idosos que compõem a grande massa dos aposentados. Segundo uma pesquisa realizada há 2 anos pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), sete em cada dez idosos no País estavam aposentados. E, destes, 21% continuavam inseridos no mercado de trabalho, para complementar a renda mensal ou por opção e para se manter produtivo mesmo com a idade avançada.

Mas, com a pandemia, uma pesquisa com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou uma aceleração da saída dos idosos do mercado de trabalho. Mais de 1,3 milhão deixaram de trabalhar ou procurar emprego no primeiro trimestre de 2020. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, o número foi de pouco menos de 700 mil.

Mais atenção e cuidados 

A população de idosos tem crescido cada vez mais em todo o mundo. No Brasil, por exemplo, cerca de 29 milhões de brasileiros têm mais de 60 anos, segundo o IBGE. Ademais, a estimativa é que até o ano de 2050, os idosos sejam quase 30% da população. Para dar mais atenção e cuidados às pessoas da ‘melhor idade’, a Universal formou o grupo Calebe.

Há 8 anos, o grupo se dedica a levar apoio físico, material, emocional e espiritual aos idosos, no Brasil e em diversos países pelo mundo. Oferece gratuitamente aulas de ginástica e outros esportes, cursos de informática e de idioma, atividades culturais, coral, artesanato, assistência jurídica e previdenciária, entre outros.

“O Calebe tem o cuidado de trabalhar com projetos, oferecendo atividades nas mais variadas áreas, para alcançar os idosos segundo as suas necessidades. O grupo cresce a cada dia porque desenvolve um trabalho onde o amor, a dignidade, o respeito, a consideração e a ressocialização do idoso têm grande relevância”, contou o Bispo Antônio Santana, responsável pelo Calebe.

Conheça o trabalho deste grupo

Durante a pandemia, principalmente com a quarentena mais rígida, muitos idosos, acostumados a conviver com amigos, participar de grupos e atividades fora de casa, além também das atividades laborais que mantinham, se encontraram praticamente impedidos de sair. Entretanto, as atividades do Calebe motivaram os idosos durante o isolamento.

Além disso, os voluntários intensificaram as ações sociais e levaram ajuda e acolhimento. Os resultados foram evidenciados na vida espiritual de quem se dedicou, mesmo à distância. Com o retorno gradual das atividades presenciais, respeitando todos os protocolos de higiene e distanciamento contra a COVID-19, o grupo mantém o comprometimento, levando esperança, ânimo e fé a milhares de idosos.

O Calebe conta com milhares de voluntários e membros no Brasil e em mais de 120 países pelo mundo. Faça parte do grupo. Ademais, para conhecer de perto o trabalho do Calebe, acesse a página oficial no Facebook, Instagram ou Youtube. Além disso, o grupo ainda disponibiliza um número nacional – Whatsapp (11) 99571-9920 – para ajudar quem precisa de uma orientação.

Clique aqui e encontre também o endereço de uma Universal mais perto de você.


Dia Nacional do Aposentado propõe uma reflexão sobre a qualidade de vida dos idosos
  • Redação / Fotos: Getty Images e Cedidas 

  • Colaborador: 

  • Michele Roza


reportar erro