Rede aleluia
Depressão na quarentena
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 7 de maio de 2020 - 12:34


Depressão na quarentena

Número de casos aumentou em 90%, e se você quer se ver livre deste mal, participe nesta sexta-feira da Sessão do Descarrego

Depressão na quarentena

A Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) realizou, recentemente, uma pesquisa que mostra o aumento de casos de depressão no Brasil durante o período da quarentena. Mais de 1,4 mil pessoas participaram da pesquisa em 23 estados. O estudo mostrou que em pouco menos de um mês houve um aumento de 90% de pessoas com depressão.

A prevalência de pessoas com estresse agudo subiu de 6,9% para 9,7% (aumento de 40%). Os casos de depressão saíram de 4,2% para 8%. Já os casos de crise aguda de ansiedade foram de 8,7% para 14,9% (alta de 71%).

Como lidar com o problema

Em seu blog oficial, o Bispo Edir Macedo explica que a depressão não é uma fatalidade, nem uma condenação. A depressão é o estado de desespero da alma. “Infelizmente, o depressivo não enxerga que a depressão maior é o grito da alma em busca de ajuda.”

Segundo o Bispo, a sensação de vazio profundo é a maior dor do depressivo. Os sintomas começam com a dúvida, em seguida vem o medo, o vazio, a tristeza profunda, a agonia e vai por aí afora.

Mas a pessoa pode ser curada. “Tratar da depressão é tratar da alma. E para tratar só existe um caminho: ouvir a Palavra de Deus; meditar nas Sagradas Escrituras, enfim, absorver o Espírito da Bíblia.”

É o que explica o vídeo abaixo, assista:

As palavras ditas pelo Bispo Macedo acima, fizeram efeito na vida de Cloud, pois após ouvir a palavra de fé, ela tomou uma decisão que mudou sua vida. Assista ao relato abaixo e saiba como ela ficou livre da depressão.

Quer viver livre da depressão? Participe nesta sexta-feira da “Sessão do Descarrego”, no Templo de Salomão às 10h, 12h, 15h e às 20h ou em uma Universal. Clique aqui e encontre o endereço mais próximo de sua casa.

Ou ainda você pode participar assistindo pela TV, rádio e internet

Acompanhe online o que a Universal tem realizado, diariamente, transmitidas em tempo real pela TV UniversalUniver VídeoRede Aleluia de rádio e pelos canais de televisão 21, CNT e Rede Família.


Depressão na quarentena
  • Sabrina Marques / Foto: Getty Images 


reportar erro