Rede aleluia
Dependentes químicos em recuperação recebem visita de voluntários do projeto Vício tem Cura
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 5 de agosto de 2020 - 14:48


Dependentes químicos em recuperação recebem visita de voluntários do projeto Vício tem Cura

Internos ganharam um farto café da manhã, kits de higiene e corte de cabelo

Dependentes químicos em recuperação recebem visita de voluntários do projeto Vício tem Cura

Os usuários de drogas fazem parte de uma parcela da população que é constantemente desprezada pela sociedade. Dominados pelo espírito do vício, eles acabam causando prejuízos que não gostariam e são abandonados pela família.

Para ajudá-los nasceu o projeto Vício tem Cura, a fim de realizar reuniões e ações em todo o Brasil para conscientizar e libertar da ação dos entorpecentes. O grupo que atua na zona sul da cidade de São Paulo realizou recentemente uma ação com os internos da Clínica Impacto com Cristo.

Cerca de 40 pessoas participaram de um café da manhã especial, receberam corte de cabelo, kits de higiene, roupas de frio, sapatos e atendimento espiritual.

“Mostramos que existe uma saída [para o vício] e proporcionamos aos internos algo simples, mas que eles não têm acesso, como um corte de cabelo, um café da manhã todo especial e, sobretudo, uma palavra de fé”, fala o Pastor Aldo Guimarães, responsável pelo projeto da Universal da Catedral na João Dias, São Paulo.

Amor ao próximo

Uma das pessoas atendidas foi Luiz Eugênio, de 58 anos, que ficou impressionado com a quantidade de pessoas que se importaram em ajudá-lo. “Esse trabalho é de suma importância, muitos deveriam fazer o mesmo, com certeza evitaria muitas tragédias por conta dos vícios. Eu e os outros internos ficamos impressionados com o amor e dedicação dos voluntários”, disse.

Para Sérgio, de 30 anos, chama atenção o fato dos voluntários se importarem tanto com pessoas que eles nem sequer conhecem. “Ninguém dá valor para os dependentes químicos. Nos consideram marginais, mas esquecem que somos seres humanos. E esse projeto mostra o contrário: eles deixaram suas famílias, trabalhos, afazeres para nos dar atenção”, afirmou.

Além disso, o grupo realiza ações semanais e o Pastor Aldo garante que mais clínicas serão visitadas. “Todo início de mês visitaremos uma casa de recuperação e quem quiser fazer parte deste trabalho entre em contato pelo WhatsApp (11) 98171-5607”, informa.


Dependentes químicos em recuperação recebem visita de voluntários do projeto Vício tem Cura
  • Rafaella Rizzo / Fotos: Cedidas 


reportar erro