Rede aleluia
Crianças e celular: especialistas alertam sobre riscos no desenvolvimento
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 12 de Julho de 2022 - 15:55


Crianças e celular: especialistas alertam sobre riscos no desenvolvimento

Os pais precisam ter o controle sobre o uso e sobre o que a criança está vendo

Crianças e celular: especialistas alertam sobre riscos no desenvolvimento

Nove em cada dez crianças usam o celular para jogar no Brasil. A conclusão é do estudo realizado recentemente pelo Instituto Real Time Big Data. O levantamento também mostra que 55% das crianças ficam de duas a quatro horas por dia no aparelho, e que 48% delas ganharam o dispositivo móvel entre os seis e os dez anos de idade.

Por que essas informações são relevantes?

O aparelho celular, bem como outros dispositivos eletrônicos, principalmente durante a pandemia e com o reforço do ensino a distância, se tornaram aliados da educação infantil. Contudo, entre as atividades preferidas desta faixa etária no celular estão jogar online e falar com amigos por meio das redes sociais.

De acordo com dados do estudo, para 89% das crianças jogar é a atividade preferida. Ademais, 83% gostam de trocar mensagens, 79% assistem vídeos, 56% estudam e 44% acessam redes sociais. O levantamento ainda aponta que quase 70% dos pais permitem que os filhos usem o aparelho celular.

Hábito pode atrapalhar o desenvolvimento das crianças

Embora, controlar o acesso dos filhos ao celular não pareça ser uma tarefa fácil, especialistas alertam que ficar muitas horas diante da telinha pode prejudicar o desenvolvimento das crianças. Elas não aprendem a lidar com frustrações e limites que fazem parte da vida, porque no celular, se não gostam de alguma coisa, é só clicar que o conteúdo muda.

Em entrevista ao quadro “Fala Brasileiro”, o neuropediatra Saul Cypel fez um alerta sobre os impactos do uso de celular na saúde das crianças.

  • “Elas não desenvolvem o que nós chamamos de uma adequada tolerância às frustrações, que vão vir com as regras habituais da educação. Como se portar, como reagir diante de uma determinada situação que estão enfrentando. Isso faz com que, embora, inteligentes, elas continuem apenas na busca do prazer que é o que a tela oferece”, disse.

Assista à reportagem exibida no quadro “Fala Brasileiro”, do programa ‘Fala Brasil’, da Record TV, e saiba mais sobre o assunto:

Vale destacar que os pais estão mais atentos

Ainda segundo a pesquisa, 96% dos pais supervisionam o que os filhos acessam e 97% das crianças têm regras para usar o celular.

  • “Os pais precisam ter o controle sobre o uso e sobre o que a criança está vendo. O celular não deve ser entendido pelos familiares como sendo uma tecnologia que vai trazer benefícios ao desenvolvimento. Pelo contrário, tem a ver muito com a idade da criança e com aquilo que ela necessita (…) O uso deve ser controlado com muito cuidado pelos pais assim como controlam o comportamento e a alimentação. É preciso que os pais tenham interesse em buscar informação de como devem atuar”, afirmou o especialista.

Clique aqui e assista na íntegra à entrevista com o neuropediatra Saul Cypel.

Orientação aos pais

Você quer receber mais orientação de como auxiliar no desenvolvimento do seu filho?

Escola Bíblica Infantil (EBI), além de orientar as crianças sobre a importância de dar atenção aos ensinamentos de seus pais, também oferece dicas aos pais e responsáveis. Clique aqui e saiba mais no Instagram oficial do projeto.


Crianças e celular: especialistas alertam sobre riscos no desenvolvimento
  • Redação / Foto: iStock 

  • Colaborador: 

  • Michele Roza


reportar erro