Rede aleluia

Notícias | 25 de julho de 2018 - 03:05


Conheça a “Cidade de Jesus”, cenário de muitos milagres do Messias

Cafarnaum (“Aldeia de Naum” em grego e hebraico, mas sem conexão aparente com o profeta de mesmo nome) era uma importante cidade bíblica na margem norte do Mar da Galileia. Conhecida hoje como a “Cidade de Jesus”, ganhou o apelido pelo Messias ter morado lá durante anos, tendo realizado alguns de seus mais importantes milagres na região.

Era uma área com um fluxo muito grande de viajantes, o que incrementava o comércio local e garantia a presença de milhares de pessoas. Ficava à beira da Via Maris, importante rota comercial que ligava o Egito à Síria e ao Líbano.

Ainda hoje, existem as ruínas da sinagoga em que o Senhor Jesus pregou ensinando que Ele é o Pão da Vida (João 6. 24-71), pouco depois da partilha dos pães e peixes. Além desse local, o Filho de Deus pregava pela cidade no dia a dia. Bastante citada nos Evangelhos de Mateus e Lucas, Cafarnaum foi o local de alguns milagres do Messias, dentre os mais conhecidos:

– A cura da sogra de Pedro, que estava de cama, febril;

– A libertação de um homem possuído em uma sinagoga;

– A cura de um paralítico;

– A cura do estimado servo de um centurião, que mandou representantes a Jesus para pedir por ele. Mesmo de longe, o rapaz melhorou;

– A distância, o Messias garantiu a um militar que seu filho, que estava em casa em Cafarnaum, estava curado de uma longa doença que, de outra forma, o mataria em pouco tempo. O oficial voltou à cidade, e soube que o filho se levantou da cama, curado, exatamente na hora em que Jesus dissera, no dia anterior.

Pedro morava lá, onde foi chamado para ser apóstolo. Também eram do local outros pescadores que seguiram o mesmo caminho: André (irmão de Pedro) e os irmãos Tiago e João. Mateus também era de Cafarnaum, mas não era pescador profissional, e sim coletor de impostos. Deixou a profissão de lado para seguir o Mestre.

Já no século 4, peregrinos de várias localidades visitavam Cafarnaum, procurando a “Cidade de Jesus”. Ainda hoje, cristãos de todo o mundo se dirigem à localidade para visitas à casa de Pedro, às ruínas da sinagoga onde o Senhor Jesus pregou, além de vários outros locais de Seus importantes feitos.


  • Por Marcelo Cypriano / Fotos: iStock 



reportar erro