Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 1 de fevereiro de 2019 - 09:25


Como saber se uma pessoa serve a Deus?

Bispo Renato Cardoso abordou o tema. Confira a resposta

A maneira como vemos as situações definem as nossas crenças. Por exemplo, uma pessoa pode ser despedida do emprego e lamentar. Enquanto outra, pode enxergar como uma oportunidade para se tornar empreendedora. Elas estão na mesma situação, mas têm visões diferentes.

O Senhor Jesus já havia explicado que se os nossos olhos forem maus, todo o corpo será igualmente mau (Mateus 6.23). Olhos ruins trazem tristeza, depressão, maldade entre outros tipos de problemas.

Do mesmo modo, temos que entender como funciona a dinâmica entre criatura e Criador por meio da perspectiva. Assim, saberemos o que é certo a se fazer.

“Deus nos vê como servos. Ele é o Senhor. Isso muda totalmente o seu relacionamento para com Ele. Você tem que obedecê-lO, não importa o quanto seja difícil. Eu obedeço, porque o meu Senhor quer o meu bem. Ele está mandando não como um tirano egoísta. Eu obedeço porque a vontade dEle é boa, perfeita e agradável. A nossa vontade não é. Por exemplo, quantas vezes você teve o que quis e depois se arrependeu?”, indagou o Bispo Renato Cardoso sobre o tema, durante um encontro realizado no dia 2 de janeiro último, no Templo de Salomão.

O Bispo ainda apontou que o próprio Senhor Jesus nos alertou para a condição do servo:

“Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro… “ Lucas 16.13

Só para ilustrar, o casamento é uma boa metáfora para compreender o que é uma aliança. Porque, dentro da união não há espaço para traição. Do mesmo modo, Deus não aceita infidelidade. A pessoa tem que se dedicar para Ele com todas as forças.

Eu sirvo a Deus?

Para identificar se uma pessoa serve ao Altíssimo é simples, esclarece o Bispo Renato: ela sacrifica para Ele? A resposta deve ser “sim”.

Porque o ato de sacrifício envolve deixar a própria vontade para fazer o que Ele deseja.

Não adianta a pessoa falar que O adora, que Ele é o primeiro no coração. Serão palavras vazias, se não vierem acompanhadas de atitudes.

Mudança de visão

O Bispo Renato ainda acrescentou outra característica de quem é servo. Na Bíblia, há a seguinte orientação:

“Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.” 1 Coríntios 10.31

Em outras palavras, a pessoa não vive para a sua glória ou para a sua família, por exemplo. Todos os seus planos são baseados nos desejos de Deus.

“Ela pensa: ‘Meu Deus, o Senhor me salvou. Eu estava indo para o inferno. A minha vida aqui é só enquanto eu aguardo ir para a Eternidade Contigo’. Ela passa a ter como alvo a Eternidade e o desejo de agradar ao Senhor. Enquanto ela está neste mundo, faz de tudo para agradar a Deus. Mesmo seus projetos pessoais contribuem com a Obra dEle. Como, por exemplo, quando a pessoa deseja se casar com alguém que também é servo”, concluiu o Bispo Renato.

A trajetória cristã não é uma fase, ela dura ao longo de toda a existência da pessoa. Por isso, é muito importante avaliar o assunto.

Quer aprender mais sobre a vida com Deus? Então, participe aos domingos de um encontro no Templo de Salomão ou em uma Universal mais próxima de sua casa (veja o endereço).


  • Daniel Cruz / Foto: iStock 


reportar erro