Rede aleluia

Notícias | 21 de outubro de 2019 - 12:07


Como está a sua consciência?

Bispo Renato falou sobre o tema em encontro especial no Templo de Salomão

O dia 19 de outubro foi muito especial no Templo de Salomão, localizado na capital paulista. Bispos e Pastores da Universal, acompanhados de suas esposas, participaram de um encontro em conjunto com frequentadores das palestras promovidas pelo Projeto IntelliMen e com integrantes da “União Nacional das Igrejas e Pastores Evangélicos” (Unigrejas). A reunião foi conduzida pelo Bispo Renato Cardoso.

Primeiramente, o Bispo Renato chamou os demais cooperadores da obra de Deus para orar (foto ao lado) em favor dos pedidos das pessoas que participaram do propósito, iniciado no dia 12 de outubro em toda a Universal, em memória da fé do rei Ezequias, que, nos tempos bíblicos (2 Reis 20), recebeu de Deus o livramento da morte.

O testemunho que todo cristão deve ter

Durante a mensagem do encontro, o Bispo Renato apontou na Bíblia que há um testemunho capaz de promover a maior de todas as glórias para o nome de Deus: a boa consciência. Como o apóstolo Paulo observou: “Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência…” 2 Coríntios 1:12

O Bispo observou que a consciência tem o poder de testemunhar contra ou a favor da nossa vida: “Onde você estiver a sua consciência vai estar. A nossa consciência é um lugar onde Deus fala conosco. Ele usa as nossas próprias provas de conduta, Ele usa aquilo que nós mesmos pensamos a nosso respeito, como testemunho”, disse.

Porque, aqueles que conduzem suas vidas em obediência aos ensinamentos do Altíssimo não precisam se preocupar com a avaliação negativa das demais pessoas. Porém, os que estão em falta com o Senhor, são constantemente atormentados por suas consciências e pelos espíritos malignos que os acusam. Infelizmente, muitas pessoas estão cauterizadas pelo pecado e já não percebem mais esse “alerta interior”.

A Salvação Eterna é a bênção mais importante

É muito importante buscar a Salvação da alma, proposta pelo Senhor Jesus. Porque, os testemunhos dessa vida terrena têm o seu valor, mas não durarão para sempre. Já a alma é eterna.

Por isso, o Bispo Renato se recordou do rei Salomão, que no fim de sua vida chegou à conclusão de que tudo neste mundo era descartável: “Disse eu no meu coração: Ora vem, eu te provarei com alegria; portanto goza o prazer; mas eis que também isso era vaidade.” Eclesiastes 2:1

“O testemunho da consciência é o que te dá paz. Você pode morrer a qualquer momento. Você não corre para buscar perdão de pecados no último minuto. Porque você vive todo o tempo afastado do pecado. Então, você não tem uma consciência pesada, você tem paz”, avaliou o Bispo.

Mesmo o apóstolo Paulo tendo sido perseguido por outras pessoas que se diziam cristãs, na época, e ter sofrido fortes acusações contra a sua vida, ele não se abalava. Porque diante de Deus a sua consciência estava limpa.

Em sua carta, Paulo continua: “… de que com simplicidade e sinceridade de Deus, não com sabedoria carnal, mas na graça de Deus” 2 Coríntios 2:12

Então, o Bispo Renato esclareceu que nos dias de hoje muitas pessoas dizem que estão certas segundo as suas próprias “verdades” ou visões de mundo. Todavia, ele enfatizou sobre o fato de haver apenas uma verdade: a Divina. É por isso que o apóstolo destaca que a sua “simplicidade” e “sinceridade” vêm de Deus. Ele quis dizer que não está falando por si próprio. Além disso, Paulo tinha uma vida simples, ele estava satisfeito com o que tinha e a sua única preocupação era agradar a Deus.

Por fim, o Bispo Renato alertou que a opinião das demais pessoas não importa, quando se tem boa consciência diante do Criador. E que caso não haja essa boa consciência, a pessoa precisa se consertar com Deus, abandonar o pecado e reparar a pessoa que foi prejudicada com esse erro.

Faça uma autoavaliação

Se você deseja ter uma aliança verdadeira com Deus, participe de um encontro no Templo de Salomão ou em uma Universal mais próxima de sua casa (confira o endereço aqui).


  • Daniel Cruz / Fotos: Demetrio Koch 


reportar erro