Rede aleluia
Casais inteligentes prosperam juntos
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 9 de Junho de 2022 - 23:45


Casais inteligentes prosperam juntos

Bispo Renato Cardoso e sua esposa Cristiane deram continuidade ao tema abordado na Palestra da Terapia do Amor da semana passada

Casais inteligentes prosperam juntos

Dando continuidade ao tema abordado na última Palestra da Terapia do Amor, o Bispo Renato Cardoso e sua esposa Cristiane enfatizaram que casais inteligentes prosperam juntos.

Por que é importante:

Você sabia que o dinheiro é algo espiritual? Pois é, quando ele é usado para comprar algo, ele está materializando seus princípios, sentimentos, valores e intenções. Mas, por que muitas pessoas têm dinheiro e não são felizes?

Segundo o Bispo Renato Cardoso é preciso entender que o dinheiro deve ser usado como um servo; ele deve estar a serviço das pessoas e não ser o senhor de suas vidas.

Ponto da situação:

E quais as motivações para se usar o dinheiro de forma assertiva?

“O dinheiro é algo espiritual e ele sempre terá uma motivação para ser usado, mas, o que você precisa saber é que a motivação tem que ser assertiva. Por exemplo, muitas pessoas guardam dinheiro esperando que o pior aconteça, ou seja, motivadas pelo medo de uma perda, ou uma situação ruim, elas guardam dinheiro esperando o pior. Não é errado guardar dinheiro, se organizar financeiramente, mas que isso seja motivado sempre para o bem e não para o mal!”, disse o Bispo.

Na oportunidade, o Bispo elencou cinco motivações em que as pessoas usam o dinheiro de forma errada e isto afeta diretamente a vida de um casal. São elas:

  • Necessidade – Toda e qualquer pessoa precisa do básico para sobreviver, se você tem fome, tem que comprar comida, precisa pagar o aluguel para ter uma moradia, precisa de roupas para vestir, precisa das coisas básicas para ter o mínimo de dignidade e isso é indiscutível. Mas, muitos acabam gastando em coisas que não são necessárias. Casais que não discutem sobre as finanças, que não entram em acordo sobre este assunto, precisam urgentemente rever seus conceitos.
  • Emocional – Essa é uma das principais causas que as pessoas gastam dinheiro. Muitos se sentem culpados por algo e acabam gastando o que não deviam só para tentar aliviar o sentimento de culpa.
  • Social – A pressão da sociedade, dos amigos, dos familiares… você precisa gastar para mostrar que está bem financeiramente. Não há problema em presentear outras pessoas, mas se você o faz pela pressão social, então, aí há um problema.
  • Olhos – Quando você compara seu casamento, sua vida com a de outras pessoas, passa a querer o que os outros têm. Os olhos não se cansam de ver, você tem que vigiar seus olhos, ver se é necessário ter aquilo mesmo. Muitos casais brigam por causa disso.
  • Investimento – Cuidado com esta palavra, muitos usam de forma errada. Investimento é algo licito que vai te trazer um retorno financeiro. Não use de forma errada.

Vale a pena notar:

O Bispo ainda alertou os solteiros. “Antes de você casar, converse com a pessoa sobre dinheiro, pergunte a ela (e) sobre sua vida financeira, exponha suas condições. Vocês têm que conversar sobre isso, pois, casais inteligentes dominam a motivação do dinheiro e crescem juntos”, finalizou.


Casais inteligentes prosperam juntos
  • Sabrina Marques / Foto: iStock e Reprodução 


reportar erro