Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 5 de dezembro de 2019 - 10:53


Campanha da Universal abastece 287 hemocentros em todo Brasil

De janeiro a novembro, “Grupo da Saúde” mobilizou mais de 34 mil doadores. Veja abaixo

O Grupo da Saúde, programa social mantido pela Igreja Universal do Reino de Deus, cumpriu mais uma vez a sua missão de voluntariado. Apenas no mês de novembro, cerca de 15 mil doadores compareceram aos postos de coleta de todo país. Desde janeiro, o grupo mobilizou 34.572 doadores para salvar vidas, totalizando 138 mil pessoas beneficiadas com as doações –cada doação consegue atender quatro pacientes que necessitam de sangue.

A iniciativa ajudou a abastecer 287 hemocentros localizados em todos os estados brasileiros.

Segundo o responsável pelo Grupo da Saúde, Eduardo Ribeiro, a doação de sangue é importante o ano inteiro, mas neste período de festas de fim de ano, os voluntários têm dedicação redobrada.

“É nessa época que acontece o maior número de acidentes e também quando o maior número de pessoas se ausentam. Com isso, os estoques dos hemocentros caem significativamente”, explicou Ribeiro.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que de 1% a 3% da população de cada país seja doadora. No Brasil, a porcentagem é de 1,6%.

Apesar de estar dentro do padrão de doação recomendado internacionalmente, o Ministério da Saúde trabalha para ampliar o número de doadores, especialmente o de doadores regulares. Dados divulgados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) mostram que 42,9% das doações feitas em 2017 foram de primeira vez, 42% de repetição e 15% esporádicas.

Generosidade que salva vida

Marcely Souza, 18 anos, é uma das beneficiadas pelo programa social. Ela afirma que só conseguiu dar importância para a doação de sangue, quando precisou. “Após sofrer um grave acidente de moto, aprendi a dar valor para essa atitude tão generosa que, felizmente, salvou a minha vida”, disse.

“Os voluntários do Grupo da Saúde me visitavam constantemente no leito e me ajudaram, com palavras de incentivo, a ter esperança na minha recuperação. Em breve estarei 100% e desejo ajudar outras pessoas, como um dia fui ajudada”, concluiu Marcely.

Além da campanha de doação de sangue, o Grupo da Saúde presta auxílio a doentes, familiares deles e profissionais das Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades de Pronto Atendimento (UPA), hospitais, clínicas de acolhimento, casas de repouso e asilos de todo o Brasil.

O grupo também oferece, de madrugada, café da manhã às pessoas que aguardam, em filas de hospitais, pelo atendimento médico.


  • Unicom / Fotos: Cedidas 


reportar erro