Rede aleluia
Brasil é selecionado pelo Banco Mundial para participar de estudo sobre recuperação de aprendizagens
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 26 de Setembro de 2022 - 17:40


Brasil é selecionado pelo Banco Mundial para participar de estudo sobre recuperação de aprendizagens

O Plano Nacional do Brasil para Recuperação das Aprendizagens na Educação Básica foi um dos dez selecionados para participar do estudo de caso de Avaliação do Enfrentamento da Crise de Aprendizagem

Brasil é selecionado pelo Banco Mundial para participar de estudo sobre recuperação de aprendizagens

O Brasil foi um dos dez países selecionados para um estudo de Avaliação do Enfrentamento da Crise de Aprendizagem: Lições do Apoio do Banco Mundial para a Educação Básica (2012-2022), que está sendo conduzido pelo Grupo Independente de Avaliação (IEG) do Banco Mundial. Essa seleção é fruto de uma importante ação do Ministério da Educação (MEC) para mitigar os impactos da crise sanitária no setor: o Plano Nacional de Recuperação das Aprendizagens na Educação Básica. Uma política moderna, que garante apoio técnico e pedagógico aos profissionais da educação. Tudo realizado gratuitamente e com tecnologia de ponta.

Uma parte importante do estudo consistirá nas entrevistas com o pessoal relevante do Banco Mundial e outras partes interessadas, incluindo contrapartes governamentais, acadêmicas, think tanks, e organizações da sociedade civil. As entrevistas virtuais acontecerão em setembro e em outubro de 2022. Todas as entrevistas serão mantidas em anonimato para encorajar o compartilhamento de experiências e para respeitar a confidencialidade das respostas recebidas. A entrega do relatório final de avaliação é esperada até o final do ano fiscal. Uma versão preliminar do relatório será compartilhada para comentários antes de sua finalização.

O estudo de caso analisará também o apoio do Banco Mundial ao Brasil para a melhoria da qualidade da educação básica e o enfrentamento da crise nos resultados de aprendizagem, que foi aprofundada pelo fechamento das escolas durante a crise sanitária da Covid-19. O estudo pretende examinar o pacote completo de apoios do Banco Mundial para melhorar a qualidade da educação e os resultados de aprendizagem, incluindo apoio financeiro, assistência técnica, diálogos políticos e parcerias estratégicas. Operações relevantes na Unidade de Gerenciamento do país relacionadas à Prática Global de Educação (GP) e outras Práticas Globais que tenham diretamente apoiado a educação básica também serão contempladas pelo projeto.

Política Nacional para Recuperação das Aprendizagens

A Política Nacional para Recuperação das Aprendizagens na Educação Básica, instituída por meio do Decreto nº 11.079, de 23 de maio de 2022, tem como objetivo implementar em regime de colaboração com os estados, o Distrito Federal e os municípios, estratégias, programas e ações para a recuperação das aprendizagens e o enfrentamento da evasão e do abandono escolar na educação básica.

Entre as diretrizes da Política, destacam-se a adaptação curricular para priorização das habilidades e das competências, com a definição de marcos de aprendizagem para cada ano escolar; o incentivo ao desenvolvimento de soluções e metodologias que promovam a recuperação das aprendizagens e a promoção da inclusão digital, do uso das tecnologias educacionais e da inovação nas instituições de ensino.


Brasil é selecionado pelo Banco Mundial para participar de estudo sobre recuperação de aprendizagens
  • Fonte: gov.br / Foto: MEC 


reportar erro