Rede aleluia
Ator de Hollywood é condenado a 20 anos de prisão por esquema de pirâmide milionário
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 16 de Fevereiro de 2022 - 13:04


Ator de Hollywood é condenado a 20 anos de prisão por esquema de pirâmide milionário

Zachary Horwitz, que fraudou investidores em cerca de US$ 650 milhões (R$ 3,3 bilhões), ostentava um estilo de vida luxuoso

Ator de Hollywood é condenado a 20 anos de prisão por esquema de pirâmide milionário

O ator americano Zachary Horwitz, que fraudou investidores em cerca de US$ 650 milhões (R$ 3,3 bilhões) em esquema de pirâmide em Hollywood, nos EUA, para financiar um estilo de vida luxuoso de iates, aviões e carros esportivos, foi condenado a 20 anos de prisão.

Além da pena de prisão, o juiz do caso ordenou que Horwitz pague 230 milhões de dólares às vítimas. O condenado, de 35 anos, convenceu investidores a transferir somas de dinheiro para ele, enganando-os com contratos falsos que alegava ter assinado com diversas plataformas de entretenimento.

Com o dinheiro, o jovem ator financiava um estilo de vida que incluía uma luxuosa mansão em Los Angeles, voos particulares, carros esportivos e uma adega de vinho.

“Horwitz se apresentava como uma história de sucesso de Hollywood”, disse a promotoria, de acordo com o arquivo do Departamento de Justiça. “Ele fingiu ser uma figura da indústria que tinha relacionamentos com plataformas de streaming como HBO e Netflix para vender direitos de distribuição para produções estrangeiras a um valor fixo.”

“Mas, como suas vítimas acabaram descobrindo, [Horwitz] não era um empresário de sucesso nem tinha conexões em Hollywood. Ele apenas fingia ser”, continuou.

Horwitz, que atuou em alguns filmes de baixo orçamento sob o nome de Zach Avery, convencia os investidores de que estava comprando os direitos de distribuição estrangeira de filmes americanos e depois os vendendo para plataformas de streaming.

O ator, de 35 anos, deu a cada vítima a promessa de grandes lucros em seis a doze meses. Ele manteve o esquema por sete anos, usando dinheiro de novos investidores para pagar aqueles que ele havia recrutado anteriormente. Quando o esquema desmoronou, Horwitz devia US$ 230 milhões.

Ele admitiu ter cometido fraude em outubro e reconheceu que nunca comprou direitos de transmissão nem teve contratos desse tipo.

Seria “difícil conceber um crime de colarinho-branco mais hediondo”, disseram os promotores ao juiz em um documento, observando que Horwitz começou sua vida criminosa enganando amigos de faculdade, segundo o Los Angeles Times.

“Ele começou traindo a confiança de seus próprios amigos, pessoas que baixavam a guarda porque não podiam imaginar que alguém que conheciam há anos poderia enganá-los [usando] suas economias e as de seus parentes”, enfatizaram.


Ator de Hollywood é condenado a 20 anos de prisão por esquema de pirâmide milionário
  • Reprodução R7 / Foto: Divulgação 


reportar erro