Rede aleluia
Assuma esta mentalidade: o mundo não te deve nada
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 16 de Agosto de 2022 - 15:40


Assuma esta mentalidade: o mundo não te deve nada

Medite sobre esta mensagem

Assuma esta mentalidade: o mundo não te deve nada

O mundo não nos deve nada. Pelo contrário, nós devemos ao mundo. É importante compreendermos que a nossa vida está sob a nossa responsabilidade e também que não podemos ser um peso para as demais pessoas, mas, sim, uma solução.

O que observar:

  • “Você pode reclamar que você sofreu injustiça, que você já chegou nesse mundo em uma família desestruturada, sem muita condição financeira, não teve muita oportunidade de estudo e tudo o mais. Mas, você é, provavelmente, como bilhões de pessoas no mundo. Porém, se você ficar à espera de que o mundo vá te dar alguma coisa, você nunca vai ter nada. Então, se você quer ser vitorioso na vida, é melhor assumir essa postura: o mundo não me deve nada, eu é que devo ao mundo”, apontou o Bispo Renato Cardoso, durante a programação Inteligência e Fé, do dia 15 de agosto.
  • Ele acrescentou que as pessoas que vivem dessa forma, tornam-se frustradas por não serem atendidas. Porém, quando a pessoa assume a responsabilidade pela própria vida, ela não fica na dependência de outras pessoas.
  •  “Quem veio de uma infância difícil, na verdade, tem nisso uma vantagem. Ora, quantos que tiveram uma infância privilegiada, é claro que não são todos, muitos filhos que foram poupados de exposição à dificuldade, foram poupados de conflitos, não tiveram falta de nada, tiveram tudo o que precisaram, quantos deles chegam à vida adulta hoje e são verdadeiros criançolas, verdadeiros mimados que não sabem o que fazer, ainda dependem dos pais aos 30 anos de idade?”, observou o Bispo.
  • Vale observar que a vida de antigamente era mais dura e, por isso, as pessoas tendiam a assumir responsabilidades ainda com pouca idade. As dificuldades as ajudaram a amadurecer.

O outro lado:

Desse modo, comece a pensar assim: “o que eu devo ao mundo?” Quando a pessoa acredita que tem algo a contribuir com os outros, ela percebe que tem talentos, dons que foram dados por Deus, capacidade, inteligência para fazer a diferença. Ela ajuda a construir um mundo melhor (quer seja no trabalho, na escola, na família). “A Bíblia nos ensina que nós não devemos ser um peso. A Bíblia nos ensina que temos de carregar o próprio peso. Ou seja, não ser peso para ninguém. Se eu não quero ser peso para ninguém, então, eu sou uma solução”, complementou o Bispo. Portanto, você tem algo a oferecer para a sociedade.

Confira esta mensagem na íntegra no vídeo abaixo:


Assuma esta mentalidade: o mundo não te deve nada
  • Daniel Cruz / Foto: iStock 


reportar erro