Rede aleluia
As obras da carne geram a morte
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 26 de Janeiro de 2021 - 18:21


As obras da carne geram a morte

Acompanhe o estudo do livro de Gálatas com o Bispo Júlio Freitas

As obras da carne geram a morte

Dando continuidade ao estudo do livro de Gálatas, especificamente sobre as obras da carne, das quais fala o apóstolo Paulo, o Bispo Júlio Freitas, adverte quanto ao perigo do ciúme, da ira e das pelejas. (Gálatas 5:20)

Sobre o ciúme:

Ele destaca que, inclusive, em outra passagem bíblica (Tiago 3:16), o apóstolo afirma que onde há ciúmes há confusão e inveja.  “Isso é muito feio e quem se aproveita disso são espíritos enganadores para trazer a malícia, os maus olhos e afastar você de Deus”, alerta.

O Bispo acrescenta ainda que é preciso tomar cuidado, pois quem ciúmes mostra que não se valoriza.

“Você não tem que sentir ciúmes de ninguém, porque já é amado e considerado pela pessoa mais importante, que é Deus. Não importa se você não tem a atenção de homens, você tem a atenção do Eterno, do todo Poderoso”, diz.

A ira

De acordo com o Bispo Júlio sentir ira é natural. Todos nós, em algum momento, nos iramos. Mas, o que não pode acontecer é se deixar dominar por ela. Haverá ocasiões em que você irá sentir raiva, mas é algo esporádico, não é toda hora. “Quando a ira persiste você se torna uma pessoa iracunda, e a palavra de Deus condena isso. Uma pessoa iracunda não tem o Espírito Santo, pois quem tem o Espírito Santo é pacífico”, ensina.

Talvez você seja uma pessoa que se aborrece facilmente e excessivamente quando as coisas não saem do seu jeito, como você planeja.  Então, você compreender que as pessoas são diferentes, algumas mais organizadas, disciplinadas, outras menos. Contudo, “isso não deve ser motivo para você ficar se queimando em ira, querendo impor a sua forma de ser”, adverte o Bispo.

Pelejas

São brigas, desentendimentos. Quando você insiste em querer impor a sua vontade, o seu ponto de vista. O Bispo destaca que todos aqueles que tentaram impor à sua maneira de ser, de pensar, hoje não estão mais no nosso meio. Foram removidos pelo próprio Espírito Santo.  “As obras da carne criam esse clima ruim no meio da igreja. Não permita que as pelejas venham distanciar você do Altar”.

Acompanhe a mensagem na íntegra:

 

 


As obras da carne geram a morte
  • Jeane Vidal / Foto: Getty Images 


reportar erro