Rede aleluia
Arqueologia bíblica aponta para os relatos sobre Sansão, diz professor
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 18 de Junho de 2020 - 14:44


Arqueologia bíblica aponta para os relatos sobre Sansão, diz professor

O professor Tom Meyer, da Shasta Bible College, falou sobre o tema. Saiba mais

Arqueologia bíblica aponta para os relatos sobre Sansão, diz professor

Há quem olhe para Bíblia como um simples livro de história e fantasia. Mas, a verdade é que o Texto Sagrado foi escrito por pessoas inspiradas pelos pensamentos do Espírito Santo. Além disso, a arqueologia tem comprovado, ao longo dos anos, a veracidade dos relatos históricos contidos neste Livro.

Recentemente, o professor Tom Meyer, da Shasta Bible College, explicou, em uma entrevista ao Express, que há descobertas bíblicas ligadas à existência verídica desse personagem.

Quem foi Sansão?

Assim como Gideão, Sansão foi um dos “juízes” de Israel, após a morte de Moisés e Josué. O período de “juízes”, na Bíblia, ocorreu cerca de 300 anos antes de Israel ter o seu primeiro rei, que foi Saul, por volta do século 11 antes de Cristo (a.C.).

Sansão era conhecido por sua força sobrenatural. E, por meio dela, esse líder protegia Israel. Ele era um nazireu, ou seja, Sansão tinha um voto de ser separado para Deus.

Achados arqueológicos

Certa vez, ele despedaçou um leão com as mãos (Juízes 14:5-8). O professor Meyer observa que um pequeno selo de pedra, com 15 milímetros de diâmetro, descoberto em 2012, na cidade de Beit Shemesh, datado do século 12 a.C., mostra um homem forte enfrentando um leão sem armas (imagem ao lado).

Igualmente, o professor relembrou que, entre 1971 e 1974, arqueólogos descobriram, ao norte de Tel Aviv, uma cidade e um templo do século 12 a.C. (foto ao lado). Esse achado se relaciona, de acordo com Meyer, com outra passagem bíblica referente a Sansão. O texto diz que quando Dalila cortou os cabelos de Sansão, ele foi capturado pelos filisteus e levado para uma grande festa ofertada ao Dagon, um falso deus daquele povo. A Bíblia diz que Sansão demoliu aquele lugar por meio do poder de Deus. Ele quebrou os pilares e o teto desabou. Nas escavações, os arqueólogos encontraram pilares de calcário quebrados. O professor também acrescentou que a construção se assemelha com os moldes arquitetônicos dos filisteus.

Se você deseja conhecer outros fatos arqueológicos que apontam para os relatos bíblicos, confira as demais notícias sobre o tema, aqui, no Portal Universal.org.


Arqueologia bíblica aponta para os relatos sobre Sansão, diz professor
  • Da redação / Foto: Reprodução Record TV, Cafetorah, Ori~ (CC)/Wikimedia Commons 


reportar erro