Rede aleluia
A qual voz você tem se inclinado?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 20 de Novembro de 2022 - 00:05


A qual voz você tem se inclinado?

Há palpites para todos os gostos e necessidades, mas apenas uma Voz realmente conduz ao caminho para uma vida abundante e de paz

A qual voz você tem se inclinado?

Existe um bombardeio constante e intenso de vozes que sopram sutilmente aos ouvidos das mulheres. Elas vêm de familiares, amigos, colegas de trabalho, empresas e influencers que ditam convicções, instigam desejos e servem como motivadores para ações de todos os tipos.

Algumas mulheres, por exemplo, já ouviram que é melhor dar uma chance a um relacionamento abusivo a ficar solteira, se submetendo a uma vida amorosa infeliz. Outras recebem palpites sobre profissões mais rentáveis do que aquelas com as quais sempre sonharam e acatam sugestões para mudar de área, correndo o risco de viverem frustradas, mesmo com uma vida financeira estável. Há mulheres que são influenciadas nas redes sociais a seguirem a moda ao se vestir, em relação à tecnologia e aos cuidados pessoais e, dessa forma, se tornam consumistas e, em alguns casos, até se endividam para manter as aparências.

A questão é que toda essa variedade de vozes acaba por abafar a única Voz que realmente merece atenção: a de Deus. A colunista Viviane Freitas meditou sobre o assunto em seu blog e reforçou que “nossas opiniões, juízos e críticas são formados de acordo com aquilo que ouvimos. Deus, sabendo disso, nos ensina a priorizá-Lo, acima de qualquer voz que ouvimos”.

Esse ensinamento está registrado em Salmos 78.1: “escutai a Minha lei, povo Meu; inclina os vossos ouvidos às Palavras da Minha boca”. É somente quando a Sua voz recebe a devida atenção que se torna possível distingui-la com clareza das demais.

“Parece que, muitas vezes, ouvimos a Deus, não é? Porque lemos a Bíblia, meditamos, vamos à igreja, porque sabemos muitas coisas escritas, mas, para mim, a única forma que encontro para ouvir a Voz de Deus é quando tenho momentos a sós com Ele, reflito sobre o que tenho ouvido e sobre aquilo que tenho vivido. E logo tenho que exercitar a fé para colocar a Palavra de Deus em prática”, esclarece Viviane.

Na contramão da própria natureza
A Palavra tem poder. Foi ela quem deu origem ao mundo e até hoje é alimento para a alma, mas escutá-la é apenas o primeiro passo. Mais do que estar atento à Voz de Deus, é necessário disposição para se inclinar a ela, em outras palavras, obedecer àquilo que Ele orienta. É simples? Sim, mas isso não significa que seja uma tarefa fácil, “porque o Meu povo é inclinado a desviar-se de Mim” (Oséias 11.7).

Desde sempre, a natureza humana tende a se afastar de Deus e permitir que qualquer voz sobressaia à Sua. Por isso é tão importante se abster do mundo ao ler e meditar no Livro Sagrado diariamente, dedicando tempo de qualidade a Ele e permitindo que, mesmo com as tarefas diárias, como trabalhar ou estudar, a Voz de Deus prevaleça em seus pensamentos.

Viviane acrescenta que quem diz que é fácil é porque não percebe os próprios erros e não está atentando para sua alma: “afinal, se fosse natural para nós ouvirmos a Deus e nos inclinarmos à Sua Voz, não pecaríamos em nada”. Com a força do próprio braço, a inclinação natural é para as coisas do mundo, mas, ao depender dEle e se submeter aos Seus ensinamentos, é a Voz de Deus que dita a melhor inclinação, ou seja, o melhor caminho a seguir.

É possível buscar a orientação de Deus em qualquer situação, mas vale lembrar que “não é em qualquer situação que Ele vai falar”, diz Viviane. Por isso, a parte que cabe à mulher é se interessar por Ele, buscar o Seu Espírito e perguntar. Também é necessário se manter alerta às vozes do mundo para não correr o risco de se submeter a elas erroneamente – afinal, em Romanos 8.6, somos alertadas que “a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz”.


A qual voz você tem se inclinado?
  • Laís Klaiber / Foto: Getty images 


reportar erro