Rede aleluia
A paz na Terra está sendo dissipada aos poucos
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 1 de Agosto de 2021 - 00:05


A paz na Terra está sendo dissipada aos poucos

A paz na Terra está sendo dissipada aos poucos

Quanto tempo dura o tempo de uma geração? Esse é um dos assuntos mais debatidos em escatologia entre os pesquisadores da área, que veem uma antiga profecia definir esse período em 80 anos, podendo chegar até a 120 anos.  Apesar de as Escrituras Sagradas terem sido escritas há milhares de anos, os prazos para uma geração parecem coincidir com o que a medicina moderna define como a duração máxima da vida de uma pessoa hoje, o que nem sempre foi assim.

Apenas algumas centenas de anos atrás, na era medieval, a idade máxima que uma pessoa chegava era de 35 anos. Se estamos vivendo os últimos dias, conforme a profecia diz, é lógico que estamos mais perto do fim do mundo do que as pessoas pensam.

Das estimadas 2.500 profecias contidas na linha do tempo bíblica, restam somente 500 para serem cumpridas. E o que está previsto?

Essas profecias finais indicam uma sequência de eventos prevendo uma reunião sem precedentes dos sistemas mundial e econômico, que originará uma nova autoridade com influência em todos os assuntos globais. Entretanto, assim que o mundo alcançar essa nova união e declarar paz e segurança, a Humanidade estará à beira de um caos sem precedentes, que provocará mortes e acabará com dois terços da população mundial.

Se estamos próximos do Fim dos Tempos, então deve haver evidências de que os eventos proféticos estão se dirigindo para acontecer bem diante de nossos olhos, anunciando uma tempestade de mudanças globais. O início do fim já teria se iniciado?

As profecias restantes preveem múltiplas camadas de eventos para o início daquilo que é frequentemente citado como período de Tribulação ou Fim dos Tempos. A primeira camada é o início de guerras que resultam na remoção da paz na Terra. Muitos dos conflitos que vemos hoje estão associados ao terrorismo mundial e podem acontecer a qualquer momento, em qualquer país, e afetar qualquer pessoa no mundo. Aos poucos, a paz está sendo substituída pelo medo. As coisas têm piorado e estamos vendo o clamor das nações para trabalhar em conjunto de forma a proporcionar paz e segurança, com mudanças dramáticas, que ocorrem de acordo com a sequência de profecias restantes.


A paz na Terra está sendo dissipada aos poucos
  • BIspo Júlio Freitas / Foto: Getty images 


reportar erro