Rede aleluia

Notícias | 10 de junho de 2018 - 03:05


A história de Lia na Record TV

A nova minissérie bíblica tem previsão para estrear no final de junho

Com uma lista extensa de novelas e minisséries bíblicas como A história de Ester, Rei Davi, Sansão e Dalila, José do Egito e Milagres de Jesus, a Record TV estreia, em breve, a minissérie Lia, escrita por Paula Richard, que será exibida no horário nobre da emissora, ao término da novela Apocalipse.

A nova produção bíblica contará a história de Lia (Bruna Pazinato) e Raquel (Graziela Schmitt), esposas de Jacó (Felipe Cardoso). A protagonista, que dá nome à minissérie, é interpretada pela atriz e cantora Bruna Pazinato. Ela estreou na teledramaturgia em 2017, ano em que deu vida à personagem Rebeca, na novela O Rico e Lázaro, também da Record TV, e viveu a rainha Nefertari, no musical Os Dez Mandamentos.

Em entrevista exclusiva à Folha Universal, a escritora Paula Richard explica que a história é diferente da contada na minissérie José do Egito, que mencionou um pouco do relacionamento entre Lia e Raquel. “Na minissérie Lia, temos uma abordagem das personagens completamente diferente. O público que assistiu a José do Egito, em que Raquel era a mocinha e Lia, a vilã, pode se surpreender. Em Lia, temos uma inversão desses papéis”.

A escritora revela que, segundo a Bíblia, Lia foi enterrada, por Jacó, no mesmo lugar que os patriarcas, enquanto Raquel foi enterrada onde morreu, no meio do caminho, como é mencionado em Genesis 49, versículo 31. “A história de Lia é a trajetória de uma mulher que resiste a tudo, supera a rejeição, o desprezo, a humilhação, até que, finalmente, ganha o respeito e o amor do homem pelo qual sempre foi apaixonada”.

Desafio

Questionada sobre todo o trabalho com a nova minissérie e a novela Jesus, que estreia logo ao final de Lia, a autora explica: “É um desafio imenso. Tive pouco tempo para estudar sobre tudo. Enquanto escrevia a minissérie, iniciei os trabalhos, estava envolvida nas pesquisas para a novela Jesus. Contei, como sempre, com o apoio da pesquisadora Irene Bosisio e do consultor Maurício Santos”, conta.

Para a autora, escrever tramas bíblicas é trabalhar com adaptações. Elas trazem uma complexidade ainda maior ao trabalho, o que não é encontrado em novelas tradicionais. “Não podemos sair criando e inventando ao bel-prazer. Exige muita pesquisa bíblica e histórica e trabalhamos com uma estrutura dramatúrgica mais complexa. É preciso que o bíblico e o ficcional se integrem e funcionem naturalmente. A ideia é não fugir do conteúdo bíblico, mas não se trata de um documentário”.

A Bíblia traz a mensagem, a história, mas não é um livro de história, não contém todos os passos que levam aos fatos narrados. “Nas minisséries e novelas, esses espaços dos textos das Escrituras Sagradas têm que ser preenchidos com ficção. Para preenchê-los corretamente, sem fugir à mensagem que a Bíblia contém, é necessário muito estudo e leitura. Criamos personagens ficcionais, além dos personagens bíblicos e históricos, e conjugar isso tudo não é nada simples”.

Ponto de vista feminino

Em geral, há um protagonismo masculino nas histórias bíblicas, mas, nessa minissérie, Lia é a protagonista. “Toda a narrativa será contada do ponto de vista feminino, como a própria personagem diz em um dos trechos: ‘Eu sou Lia, esposa de Jacó, mãe dos homens que deram origem às tribos de Israel. Mas essa não é a história deles. Essa é a minha história’.

Elenco

O elenco conta com os atores Felipe Cardoso, que interpreta Jacó, Graziela Schmitt, que vive Raquel e também esteve em O Rico e Lázaro, na pele da personagem Dana. Theo Becker e Susana Alves interpretam o casal Labão e Laila. Thaís Muller, Caca Ottoni e Leandro Lima também estão no elenco da minissérie, que conta com outros grandes atores.

Lia estreia no final de junho, às 20h30, na tela da Record TV. A minissérie foi escrita por Paula Richard e dirigida pelo argentino Juan Pablo Pires. As gravações acontecem no complexo de estúdios da produtora Casablanca, em Vargem Grande, além de locações externas na zona oeste do Rio de Janeiro.


  • Por Maiara Máximo / Foto: Divulgação / RecordTV 



reportar erro