Rede aleluia
A farsa do seja você mesmo
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 21 de Junho de 2021 - 15:59


A farsa do seja você mesmo

Durante o programa Inteligência e Fé o Bispo Renato Cardoso explicou por que a ideia é mentirosa. Entenda

A farsa do seja você mesmo

Uma grande mentira que a humanidade abraça como se fosse verdade é: seja você mesmo. A frase, aparentemente, fortalece a autoconfiança, o ânimo, a autenticidade, etc. Mas a verdade é que ser fiel ao que está dentro de você é algo muito perigoso.

“Admita: quem nunca desejou se livrar de alguém? Num momento de raiva, ódio, injustiça, sentiu o desejo de fazer a pessoa desaparecer? Mas diante de Deus, o que matou e o que só teve este desejo, mas não fez nada, são iguais. Da mesma forma que adulterar ou só olhar e desejar é adultério. Dentro de nós há coisas horríveis e será um perigo se trouxermos para fora o que está em nós”, disse o Bispo Renato Cardoso durante o programa Inteligência e Fé do dia 21/06.

Outro engano cometido por muitos é imitar outro ser humano (por conta da fama, sucesso, etc) tão falho quanto você. “As pessoas reproduzem o corte de cabelo, o estilo, a roupa, etc. Até certo ponto, isso é normal, mas é fútil querer criar um personagem, ser alguém que não é. Já aconselhamos muitas celebridades que admitem no atendimento ter criado um personagem, fingir e seus fãs os copiam”, acrescentou.

Mas, se não devo ser eu mesmo, nem imitar alguém, quem eu devo ser?

Nova criatura

O Bispo explicou que o melhor para o ser humano é se tornar uma nova criatura, gerada pelo próprio Deus. Assim seremos à Sua Imagem e Semelhança.

“Foi o que teve de acontecer com Jacó. Antes, ele se vestiu de Esaú, pois queria o que o irmão tinha. Depois tentou ser Jacó e, quando teve um encontro com Deus, Ele o fez Israel. Da mesma forma, você não deve ser você mesmo, mas a pessoa que Deus quer gerar em você”, afirma.

Para conferir esta e outras mensagens do Bispo Renato Cardoso, acompanhe as atualizações na página oficial do Youtube.


A farsa do seja você mesmo
  • Rafaella Rizzo / Foto: iStock - Reprodução 


reportar erro