Rede aleluia
60 mulheres se formaram em cursos profissionalizantes no estado do Paraná
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 24 de Janeiro de 2022 - 14:57


60 mulheres se formaram em cursos profissionalizantes no estado do Paraná

Iniciativa contou com o apoio do UNP. Saiba mais

60 mulheres se formaram em cursos profissionalizantes no estado do Paraná

Recentemente, uma parceria do grupo Universal nos Presídios (UNP) com a Secretaria da Segurança Pública e a Faculdade Fanduca formou 60 mulheres privadas de liberdade do Centro de Integração Social (CIS) de Piraquara, no estado do Paraná. Todas tiveram acesso a cursos de capacitação profissional, como cabeleireiro, empreendedorismo, gestão de empresas, etiqueta social, entre outras.

Na oportunidade, elas receberam o canudo das mãos de autoridades e responsáveis pela Universal; do Departamento de Polícia Penal e da Secretaria da Segurança Pública. A cada canudo entregue, as mulheres vibraram com alegria e satisfação por terem concluído a formação profissionalizante.

O momento contou com a presença de diversas autoridades, entre eles, o deputado federal Aroldo Martins (Republicanos) que afirmou que a finalidade da Universal nos Presídios é trabalhar em parceria para fazer ações solidárias em conjunto com um tratamento espiritual de recuperação, para mudar a autoestima das internas.

Na oportunidade, ele disse ainda que o trabalho da UNP por meio dessa parceria é maravilhoso. “Atividades que não apenas ocupam tempo, como também fazem com que as pessoas que fazem parte do projeto estudando, que estão em regime apenado, possam, ao sair, terem o benefício da educação recebida aqui dentro do complexo”, completou ele.

Centro médico

Ainda durante o dia, foi inaugurado o Centro de Atendimento Médico, que será responsável por prestar serviços gratuitos de clínica geral e odontologia a todos os profissionais que trabalham no Complexo de Piraquara. De acordo com o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, esse foi mais um passo importante na valorização dos profissionais que trabalham na condução dos presos, além da demonstração de carinho e respeito com essa instituição.

Construído em um local anexo ao CIS Piraquara, o Centro Médico Lourival de Souza, erguido pela Polícia Penal, também vai contar com o apoio da Universal, que disponibilizará médicos voluntários para atender os policiais penais na área de clínica geral. O nome do espaço é uma homenagem ao servidor morto brutalmente.

O momento também contou com a presença especial do Bispo Manoel Gonzalez, responsável pelo trabalho evangelístico da Universal no local, que afirmou que o momento marca o respeito a todos os servidores. “Temos muita admiração pelo trabalho desses profissionais e agradeço o apoio dos médicos voluntários que aceitaram a missão de cuidar da saúde desses bravos policiais penais. Pretendemos expandir ainda mais esse serviço com apoio da Secretaria da Segurança Pública”, finalizou ele.

(*) Com informações do site da Secretaria da Segurança Pública do Governo do estado do Paraná


60 mulheres se formaram em cursos profissionalizantes no estado do Paraná
  • Redação (*) / Foto: Reprodução 


reportar erro