Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 22 de abril de 2020 - 10:17


4 atitudes para nunca ser enganado pelo seu coração

Saiba quais são e pratique-as

Por conta da pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas têm sofrido com carência durante o isolamento social. Inclusive, o tema foi amplamente tratado durante o programa The Love School – Escola do Amor.

No livro Namoro Blindado, de autoria de Renato e Cristiane Cardoso, os escritores ensinam práticas de como agir de forma inteligente para não se deixar levar pelas emoções. Em um dos capítulos, o casal explica que muitos relacionamentos que deram errado – e os que tinham tudo para dar certo, mas se desfizeram – foram vítimas dos enganos do coração.

De acordo com Renato e Cris, existem 4 atitudes fundamentais para não ser enganado pelo coração. Saiba quais são:

– Não associe amor ao coração:

Passe a associar amor com o cérebro, a inteligência. Quando você pensar em amor, pense em Inteligência, não sentimento. Entenda que sentimentos estão incluídos no amor, mas são apenas uma pequena parcela dele. Pensou em amor, pensou inteligência.

– Tirar as emoções do comando:

O que dizem por aí, ‘ninguém manda no coração’ é mentira. Você pode mandar e desmandar nele, determinar de quem ele vai gostar ou não. Decida: “Emoções não mandam em mim. Eu mando nelas”. Se você tomar decisões baseadas em suas emoções, terá sérios problemas. Pare de decidir pelo que sente, passe a decidir com inteligência. Você não precisa mendigar atenção, sufocar o parceiro, se desvalorizar, fazer papel de ridículo porque suas emoções o induzem a isso.

– Pare de seguir a multidão que segue o coração:

O mundo inteiro ainda bebe dos licores do coração e, embriagado por eles, continua produzindo literatura, música, filmes e toda sorte de arte que promove um falso amor. Não vá ingerindo dessa bebida só porque a maioria bebe. Questione os mitos e crenças populares sobre relacionamento.

Não seja ingênuo:

O amor não simplesmente ‘acontece’. Ele é fruto de trabalho, aprendizado, observação e atitude. Há uma solução para sua dificuldade de encontrar alguém ou para seu problema de relacionamento. Senão, outros com esse problema nunca teriam conseguido solucioná-lo. Desenvolva habilidades necessárias para resolver seu problema.

A ideia dessas dicas não é ditar regras. Não há certo e o errado. Contudo, se quer ter mais chance de ser feliz, faça o certo agora e sempre.

Aprendizados valiosos

Você quer aprender mais sobre o amor inteligente durante essa fase de pandemia? Adquira o livro Namoro Blindado.

Participe das reuniões online da Terapia do Amor, todas as quintas-feiras, às 10h, 15h e 20h. Você também pode assistir ao programa The Love School, aos sábados, ao meio-dia, na Record TV, e aprender mais sobre a vida a dois.


  • Redação / Foto: Getty Images 


reportar erro