Rede aleluia
2ª Vigília da Coroa do Senhor com obreiros e colaboradores de todo o Brasil
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 10 de agosto de 2020 - 22:46


2ª Vigília da Coroa do Senhor com obreiros e colaboradores de todo o Brasil

Durante o encontro, o Bispo Júlio Freitas destacou a necessidade de estar com os ouvidos inclinados para ouvir e obedecer a voz de Deus. Saiba mais

2ª Vigília da Coroa do Senhor com obreiros e colaboradores de todo o Brasil

Na segunda vigília da Coroa do Senhor, realizada no último sábado (8), direto do Templo de Salomão, em São Paulo, e transmitida por videoconferência para todo o Brasil, o Bispo Júlio Freitas convidou  todos a refletir sobre quem têm sido, de fato: o joio ou o trigo?

Durante o encontro, ele explicou que o joio, quando pressionado, sobra apenas palhas, não há sementes. O trigo, no entanto, quando esmagado, friccionado, surgem sementes, ou seja, os frutos.

“Todas as vezes que formos pressionados ficará em evidência quem, realmente, somos. Porque uma coisa é ‘falar’ e a outra é ‘ser’. E sempre que surgem problemas, dificuldades, quanto maiores e mais terríveis, melhor será para que os frutos do Espírito fiquem em evidência e Ele seja glorificado”, destacou o Bispo Júlio.

Em seguida, ele relembrou o que foi falado na semana anterior, sobre as três características da Trindade da Coroa do Senhor: unção, autoridade e responsabilidade.

Sem Santidade não há aceitação da parte de Deus

Além disso, o Bispo destacou que a unção no alto da cabeça tem a finalidade de consagrar o servo. Somente depois de consagrado, ele estava apto para fazer o sacrifício (Êxodo 29:7).  Ou seja, Deus só aceita o nosso serviço quando há Santidade da nossa parte.

Segundo ele, quando o servo unge o alto da cabeça é como se dissesse ao Senhor: “Deus, as minhas escolhas, os meus pensamentos, as minhas reações, atitudes, projetos, têm de ser de acordo com a Tua Palavra. Eu devo obedecer ao Senhor, ainda que isso implique em desagradar a mim mesmo ou desagradar aos outros”.

Porém, ainda havia outro membro do corpo que devia ser consagrado: a orelha direita. (Êxodo  29:20). Cujo significado é ter os ouvidos inclinados para ouvir, aceitar e praticar a voz de Deus.

Qual voz você tem dado ouvidos?

São muitas as vozes que nos rodeiam – de familiares, amigos, incrédulos, problemas, demônios. Contudo, existe uma que é a que mais fala conosco: a voz do nosso “eu”. Portanto, se não tivermos a nossa orelha ungida, isto é, inclinada para a voz de Deus, seremos facilmente dominados por essas vozes que sempre serão contrárias à voz de Deus.

O Bispo citou como exemplo a rebeldia de Miriã, irmã de Moisés, que por ter dado ouvidos à voz do seu “eu”, do orgulho, resolveu se levantar contra o servo de Deus, e ainda contaminou a Arão. Simplesmente, porque não aceitava a liderança de Moisés.

Por causa disso, ela ficou leprosa e foi excluída da congregação. Somente quando ela se arrependeu e se humilhou diante de Deus, e Moisés intercedeu por ela, é que ela foi perdoada e curada por Deus.

Está faltando orelha ungida

Assim, também, existem muitos na obra de Deus. Ou seja, por terem dado ouvidos a outras vozes, estão afastados do Altar e frios espiritualmente.

“Agora, pois, filhos, ouvi-me, porque bem-aventurados serão os que guardarem os meus caminhos. Ouvi a instrução, e sede sábios, não a rejeiteis. Bem-aventurado o homem que me dá ouvidos, velando às minhas portas cada dia, esperando às ombreiras da minha entrada. Porque o que me achar, achará a vida, e alcançará o favor do Senhor. Mas o que pecar contra mim violentará a sua própria alma; todos os que me odeiam amam a morte.” Provérbios 8:32-36

Assista à vigília na íntegra no vídeo abaixo:

E atenção: no próximo sábado, 15 de agosto, às 18h, haverá a 3ª Vigília da Coroa do Senhor, e será realizada pelo Bispo Edir Macedo, no Templo de Salomão, em São Paulo. Não perca!


2ª Vigília da Coroa do Senhor com obreiros e colaboradores de todo o Brasil
  • Jeane Vidal / Foto: Getty Images e Reprodução 


reportar erro