A unção muda a condição

Por Jeane Vidal / Foto: Fotolia

Todas as vezes que Deus quis usar uma pessoa para um propósito, antes Ele enviou um sacerdote para consagrá-la com o óleo da unção, para capacitá-la para aquilo que planejava fazer por intermédio dela. Foi assim com Davi e Arão, entre outros.

Davi era um menino quando Deus o escolheu para ser o novo rei de Israel. Aos olhos da família dele e do próprio profeta Samuel, designado para ungi-lo, ele não tinha condição nenhuma, já que não passava de um pastor de ovelhas, ao contrário dos irmãos, que eram homens de guerra, experientes, integrantes do exército do rei Saul. Entretanto, a postura de Davi mudou completamente depois da unção, porque tinha consciência do que recebera e não se deixou intimidar pela opinião dos irmãos, mas tomou posse da autoridade que lhe foi dada.

Isso é perceptível na forma como reagiu quando tomou conhecimento de que Golias tinha afrontado o exército de Israel, o exército do Deus Vivo. Embora ele ainda não tivesse sido coroado, a sua postura foi a de um rei, pois entendeu que podia até não ter a coroa ainda, mas já tinha o mais importante: a unção.

Em seu blog, o bispo Júlio Freitas explica que Davi sabia da sua responsabilidade e, por isso, não hesitou. “Ele assumiu a condição de ungido e é isso que Deus quer para que você não se perca nem se afaste.”

Autoridade

Com Arão não foi diferente. Antes de ser ungido, ele era apenas o irmão de Moisés, mas depois da consagração passou a ser visto como o sacerdote do Altíssimo, como o homem que tinha o privilégio de entrar no Santo dos Santos e falar com Deus face a face.

É isso que a unção de Deus proporciona. “Ela muda sua condição, muda sua forma de pensar, de agir, de decidir e de viver. E se isso ainda não aconteceu é porque você está se excluindo – em vez de se incluir – dos planos maravilhosos de Deus”, enfatiza o bispo Júlio.

“A unção de Deus significa a sua autoridade”, destacou o Bispo Edir Macedo em reunião no Templo de Salomão, citando como exemplo os discípulos, que, mesmo não tendo o Espírito Santo, receberam de Jesus autoridade e poder para batizar e curar:

“Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum.” (Lucas 10.19).

E porque eles creram nessa Palavra, faziam maravilhas no meio do povo.

Se você não tem feito uso da autoridade que Deus lhe conferiu, renove sua fé e assuma a postura de um ungido dEle.

10 sinais de que você está perdendo a sua unção

Não tem prazer em evangelizar

Como é que a pessoa, sendo de Deus, não tem prazer em falar dEle? Podem existir sentimentos de vergonha e timidez, porque ela não domina a língua corretamente e pensa que não sabe se fazer entender. Se a pessoa não vence esses sentimentos, prova que perdeu a unção

Não tem prazer em atender as pessoas

São aqueles que foram chamados para servir o povo, mas não têm prazer de ouvi-lo, porque se sentem incapazes de dar o conselho de que o povo precisa

Não tem visão de ser usado grandiosamente

Todo ungido tem o desejo de ser “usado grandiosamente”, o que não significa título ou posição, mas, sim, dispor-se para servir conforme a necessidade que a Obra de Deus exige. Se perder a unção, perde a visão, como foi o caso de Sansão, limitado por ter perdido a visão quando perdeu a unção

Não tem revolta contra o diabo e os seus feitos

Essas pessoas mostram-se indiferentes e insensíveis ao sofrimento alheio e é quando o diabo deixa de ser inimigo. Para elas é como se o diabo tivesse se convertido ou as portas do inferno estivessem fechadas

Tem medo de desafios

Para essas pessoas, o simples torna-se difícil, sempre dão desculpas, pois não veem os desafios como oportunidades. Não se sentem seguras na batalha: mudança de igreja, mais responsabilidades, novo idioma, distância da família, e têm medo de sair da zona de conforto

O orgulho

Deus é humilde. A essência de Deus é a humildade e todos os Seus servos são humildes. O orgulhoso só quer ensinar, mas o humilde quer praticar

Não se submete às autoridades

Sejam essas autoridades eclesiásticas ou não. Se uma ordem é dada e não compromete a minha fé em Cristo, devo obedecê-la

Passa a ter projetos pessoais

A pessoa fica preocupada com o futuro. Quer se sentir segura tendo bens. Nós passamos por lutas porque Deus tem que estar em evidência. Nós não temos nada, mas, ao mesmo tempo, temos tudo. Tudo o que é nosso é de Deus e o que é de Deus é nosso

Considera-se insubstituível

Ninguém é insubstituível. Por mais que tenha habilidades, capacidades, condições, méritos, sempre existe alguém para substituí-lo. Moisés foi substituído por Josué, Eli por Elias, Elias por Eliseu. Somente a unção é insubstituível

Acha que merece ser reconhecido

Acha que a Igreja tem que reconhecer o seu trabalho. Nunca está satisfeito e sempre fica à espera de méritos. Aqueles que esperam méritos dos homens não terão a recompensa de Deus. A unção não se impõe, mas revela-se

Fonte: juliofreitas.com

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente