Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Cristiane Cardoso | 10 de outubro de 2019 - 00:00


O objetivo da raiva

‘Só de ver o seu semblante todo feliz, me deu vontade de lhe dar um soco na cara. Quem ele pensa que é? Eu vim primeiro, era para eu ter sido aceito, e só não fui porque ele quis ser melhor que eu!’

Foi assim que Deus encontrou Caim, quando este estava cheio de raiva contra o seu irmão, Abel, por ter oferecido uma oferta melhor que a dele. E, na Sua misericórdia, Deus então o questionou:

“Por que te iraste?”

Deus sempre vai nos perguntar, mesmo já sabendo a resposta, pois o que Ele quer é que pensemos no que estamos fazendo. A verdade é que a oferta melhor de Abel mexeu com o ego de Caim, ou seja, ele estava irado porque se achava melhor que Abel. Mas, como a maioria das pessoas, Caim não quis pensar nem responder à pergunta de Deus. E Deus continuou…

“E por que descaiu o teu semblante?”

Outra pergunta que Deus já sabia a resposta, obviamente, mas que faria Caim raciocinar sobre o que ele carregava dentro de si. E claro, Caim não estava nem aí, ele só queria sentir, não queria raciocinar. E Deus vendo que ele não O responderia e, muito menos, raciocinaria no que estava fazendo, deu a Caim uma revelação:

“Se bem fizeres, não é certo que será aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar.”

Veja que Deus já estava falando para Caim o que ele seria capaz, se não resolvesse aquela ira dentro de si, mas não só isso, que a sua ira não tinha fundamento, pois se tivesse ofertado o seu melhor teria sido aceito também, assim como Abel. Para que invejá-lo? Basta aprender com o seu erro e, na próxima, fazer melhor!

Só que Caim não deu ouvido ao que Deus lhe falou, assim como muitos cristãos, que preferem descartar a Voz de Deus e dizer para si mesmos ‘ah, mas eu estou com raiva, não quero pensar agora, quero mesmo é colocar essa raiva para fora!’. Para, depois de fazer a besteira, então, usar o ‘errar é humano’, para se sentir melhor consigo mesmo.

Era para Caim aprender com Abel e admirá-lo por isso. Era para Caim sentir vergonha de ser o primogênito e fazer pior que seu irmão. Era para Caim pedir perdão a Deus pela sua oferta relaxada. Mas Caim não quis nada disso. Ele ignorou tudo que Deus havia lhe falado e não só isso, fez pior.

“Se levantou Caim contra o seu irmão Abel, e o matou.”

E assim tem acontecido com tantos cristãos. Não querem ouvir a Voz de Deus porque se acham entendidos do assunto, preferem remoer a raiva e o ódio contra aqueles que têm sido cristãos de verdade. Odeiam quando estes cristãos sacrificam o seu melhor para Deus e tentam matá-los com palavras. Sentem prazer em falar mal, xingar, fofocar, e criar rumores para difamá-los diante de todos.

É por isso que muitos destes já se encontram como Caim, caídos, fugitivos e vagabundos na terra, cuja a marca de Caim pode até ser um ‘título’ para ninguém lhes tocar. Mas Deus e o diabo os conhece.

Você tem raiva ou ódio de alguém? Saiba que o objetivo dessa ira é fazer mal a essa pessoa. Não aceite esse sentimento, não pense que ele faz parte da sua humanidade. Aquele versículo famoso que diz “Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira” continua assim:

“Não deis lugar ao diabo.” (Efésios 4:26,27)

Na fé.


  • Cristiane Cardoso / Foto: Getty Images 


reportar erro