“Não tenho tempo para evangelizar”: até quando você vai usar essa desculpa esfarrapada?

Mesmo com a correria diária é possível servir a Deus. Saiba mais


Por Rafaella Rizzo / Fotos: iStock - Cedidas

Não é novidade que a rotina moderna é extremamente corrida e cheia de compromissos. Trabalho, estudos, casa, família, saúde, lazer… Dar conta de tudo o que é necessário e importante é uma missão quase impossível.

Por causa disso, muitos cristãos usam a falta de tempo como motivo para não se dedicarem aos deveres relacionados à fé como ir à igreja, participar de grupos, evangelizar, etc. Alguns até gostariam de fazer mais para Deus, mas não conseguem encontrar tempo.

Chega de desculpas!

Para começar a mudar esse quadro, entenda que não existe só uma forma de evangelizar, ganhar almas e servir a Deus. Com alguns minutos por dia, você pode alcançar muitas pessoas. Veja abaixo algumas maneiras:

1. Deixe alguns folhetos na sua bolsa, mochila ou porta-luvas do carro para entregar a algum morador de rua ou pessoa no caminho para o trabalho/faculdade;

2. Dê uma palavra de ânimo para algum colega do trabalho durante o almoço ou café. Se alguém desabafar sobre um problema, não tenha receio de professar sua fé e se colocar à disposição para ajudá-lo;

3. A internet é a maior ferramenta de evangelização existente, pois por meio dela, você alcança qualquer parte do mundo. Sempre que possível, compartilhe conteúdo cristão nas suas páginas;

4. Mostre Jesus nas suas atitudes, comportamentos e hábitos. Dê bom testemunho e assim você levará o bom perfume do Senhor aonde for, mesmo sem abrir a boca.

Disposição para servir

O empresário Jayme Menezes (foto ao lado), de 33 anos, já segue algumas dessas dicas no seu dia a dia. Ele tem o próprio negócio, visita clientes, faz faculdade, se dedica à esposa que está grávida e aos pais que são idosos. Mesmo com a rotina super atarefada, ele ainda consegue inserir nela o ganho de almas.

“Sou responsável por um projeto esportivo para jovens. Não posso estar sempre presente, então, durante a semana, busco uma aproximação intensa por meio das redes sociais. Aos fins de semana, estou presente e me coloco como amigo e conselheiro de cada integrante”, diz.

Ele conta que todo o esforço é recompensado quando vê pessoas com a vida transformada. “É muito comum vermos jovens que largaram as drogas, a criminalidade, que sofriam com a depressão e agora são felizes, pais nos procuram para agradecer a mudança de seus filhos. Não tem dinheiro que pague essa alegria”, afirma.

Ousadia para falar

Ana Augusta Blumer Salotti (foto ao lado), de 37 anos, também enfrenta o desafio de conciliar a própria empresa, com um trabalho registrado e encaixar os cuidados com a fé no cotidiano atarefado.

“Quase não tenho tempo livre, pois viajo muito, dou aulas, palestras e meu tempo para evangelizar fica reduzido. Ainda assim faço trabalho voluntário e falo da fé sempre que tenho oportunidade”, conta. “Acontece com muita frequência de pessoas do meu trabalho desabafarem, falarem sobre seus problemas e eu dar uma palavra de fé, orar por eles, fazer um convite para uma reunião”, lembra.

Ela reforça que quando existe o novo nascimento, é muito espontâneo falar de Jesus, principalmente, mostrá-lO em suas atitudes. “Temos de estar atentos às pessoas em volta, para perceber se estão tristes ou precisando de ajuda e não podemos ter medo, nem vergonha de falar”, aconselha.

Gostou? Compartilhe nas suas redes sociais!

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“Não tenho tempo para evangelizar”: até quando você vai usar essa desculpa esfarrapada?

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games