Falar em línguas é necessário?

Bispo Renato Cardoso responde o que é como se adquire esse dom


Por Andre Batista / Imagem: iStock

Em todas as edições do programa “Inteligência e Fé”, o Bispo Renato Cardoso responde perguntas enviadas pelo WhatsApp. Recentemente, uma ouvinte enviou a seguinte dúvida sobre falar em línguas:

“Tenho o Espírito Santo. Tenho certeza pela minha mudança de vida total e completa. Mas não sei se falo em línguas ou se eu imito os pastores”.

Em síntese, a resposta recebida foi que a maior identificação com o Espírito Santo são os frutos que Ele produz em cada pessoa. Portanto, é muito mais importante se focar nisso do que em falar em línguas.

“Se o pastor falou em línguas e você tentou repetir o que foi dito, você sabe que é você que está repetindo. Não está partindo do Espírito Santo. Está partindo do que você ouviu o pastor falar”, declarou o Bispo Renato Cardoso. “Então você tem que ignorar o que o pastor está falando. Deixa o pastor para lá, porque o pastor está orando em línguas para ele mesmo.”

O que a Bíblia diz sobre falar em línguas

Ainda durante o programa, o Bispo Renato Cardoso ressaltou a seguinte passagem bíblica:

“Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios”. 1 Coríntios 14:2

Ou seja: quem fala em línguas mantém uma conversa particular entre si mesmo e Deus. Ninguém mais o entende.

Assim, os pastores e bispos da Universal evitam fazer orações em línguas. Em princípio, porque o objetivo dos ministrantes é orar por todos os presentes nas reuniões e é preciso que eles entendam o que está sendo dito. Em segundo lugar, porque falar em línguas é algo muito particular para expor.

Para que serve falar em línguas?

O Bispo Renato ainda explicou que falar em línguas é um dom do Espírito Santo, mas não o único. Portanto, o necessário é estar focado na Palavra de Deus. Por consequência, tanto esse quanto os dons serão concedidos.

Se você quer falar em línguas, peça isso a Deus, mas entendendo o que significa.

“A oração em línguas é a que nós fazemos por coisas que nem sabemos que precisamos”, explica o Bispo Renato. “É o Espírito Santo que nos ajuda, nos auxilia em nossas fraquezas por gemidos inexprimíveis. Nós, às vezes, não sabemos o que pedir, não sabemos que precisamos de certas coisas. Então, o Espírito Santo nos dá o dom de línguas”.

Portanto, não se preocupe com esse assunto. No momento certo, no tempo de Deus, o dom será concedido e desenvolvido pelo Espírito Santo. Mantenha seu objetivo apenas em fazer a Sua vontade.

O programa “Inteligência e Fé” é transmitido de segunda a sexta-feira pela Rede Aleluia, às 8h, com reprise às 12h. Você também pode assistir aos programas pelo Facebook.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Falar em línguas é necessário?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games