José buscou na bebida preencher o vazio que sentia

Como consequência, teve a vida destruída. Saiba o que aconteceu com ele


Por Michele Roza / Foto: Reprodução e iStock

Um vazio por dentro que, muitas vezes, é incompreendido e a busca por uma rota de fuga que acaba levando o indivíduo aos vícios. Milhares, senão milhões, de pessoas em todo o mundo sofrem com esse problema. E os vícios aparecem de diversas maneiras, por exemplo, na bebida alcoólica, na oportunidade de sexo fácil por meio da traição e da prostituição, ou até mesmo em forma de distração como em jogos de azar.

Foi exatamente assim que aconteceu a José Faria Castro, de 63 anos. Ainda no auge da juventude, aos 21 anos, ele se casou. Ele conta que os primeiros quatro anos foram muito bons. Contudo, após esse período e o nascimento dos filhos, tudo mudou e as crises vieram. Então, José procurou preencher um vazio que sentia e encontrou uma fuga para esse sentimento: a bebida.

O brasileiro consome álcool acima da média mundial

O consumo de álcool no Brasil está acima da média mundial, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Em 2016, a média brasileira, com mais de 15 anos, foi de 8,7 litros de álcool, sendo que a média anual é de 6,4 litros por pessoa. Além disso, 3,3 milhões de pessoas morrem todos os anos em consequência de problemas com o alcoolismo. Só no Brasil, o álcool é responsável pela morte de pelo menos 25% dos jovens estre 20 e 39 anos.

O alcoolismo devasta relações sociais e familiares

Os vícios como o alcoolismo também destroem relações sociais e familiares. José, por exemplo, além do vício em álcool, acabou se envolvendo com a prostituição, cometeu adultério e se enveredou nos jogos de azar. Com o casamento em crise, ele ainda foi demitido. Apesar de ter uma boa formação acadêmica, ficou meses desempregado e enfrentou problemas financeiros.

Mas, nem todo conhecimento funcionou para José. Faltava a ele, sabedoria. A mãe, que já frequentava as reuniões na Universal, percebendo a situação em que o filho se encontrava, começou a orar por ele. Mesmo assim, José ainda se recusava a conhecer a Igreja. Até que num momento de desespero, ao ver sua esposa em uma cama de hospital, prestes a passar por uma cirurgia de risco, ele tomou uma decisão.

Sabedoria para a reconstruir a vida

José chegou à Igreja com a vida destruída. Porém, logo encontrou o que tanto buscava. “Comecei a ler a Bíblia, a meditar e pensar o que estava escrito nela. Houve uma mudança, ela começou a lapidar um carvão bruto para se tornar um diamante. Larguei a bebida, o adultério, a prostituição e os jogos. Pedi perdão à minha esposa”, contou.

Durante uma vigília, buscando por um braço forte que o apoiasse, ele teve um verdadeiro encontro com Deus. A partir daquele momento, a vida dele e a da sua família foram transformadas. “A partir do momento que você tem consciência das coisas, você começa uma revolução na sua vida, primeiro uma revolução interna”, disse José.

Assista o vídeo abaixo com o testemunho de José na íntegra:

A cura real para os vícios

A vida de José foi transformada e ele se libertou de todos os vícios. Portanto, não perca tempo, busque a Deus e saiba o que Ele pode fazer em sua vida.

Para você que deseja se libertar ou não aceita mais o sofrimento de um familiar ou amigo, participe ainda hoje de um encontro. As palestras do Tratamento para a Cura dos Vícios – a maior clínica para viciados no mundo, sem internações, sem medicamentos e sem custos – acontecem todos os domingos.

Em São Paulo, na Avenida João Dias, 1800, Santo Amaro, zona sul da capital paulista, às 15h e 18h – ou encontre aqui o endereço de uma Universal mais próxima de sua casa.

Para mais informações sobre o tratamento, você pode acessar agora mesmo o site www.viciotemcura.com.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

José buscou na bebida preencher o vazio que sentia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games