O joio e o trigo: o tempo revela quem é quem

Compreenda o que essa parábola nos ensina a respeito dos falsos e verdadeiros servos de Deus

Por Núbia Onara / Foto: iStock

Se alguém lhe dissesse que foram plantadas ervas daninhas no meio da sua plantação, provavelmente, a primeira orientação que você daria era que fossem arrancadas. Seria a atitude mais óbvia: tirar o que é ruim de perto do que é bom. Mas, em uma das muitas parábolas que o Senhor Jesus usou para ensinar sobre as lutas daqueles que escolheram o Reino dos Céus, Ele usou exatamente uma plantação de trigo com ervas daninhas para alertar-nos:

Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio.

E os servos do pai de família, indo ter com Ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste Tu, no Teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio?

E Ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres, pois, que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele.

Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e ataio em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no Meu celeiro.” Mateus 13.24-31

Para compreender melhor por que o Senhor Jesus usou essas duas plantas como exemplo é necessário saber a diferença entre elas.

Durante um determinado período, o joio e o trigo são tão parecidos, que é difícil até mesmo para quem é do ramo da agricultura diferenciá-los. Possuem a mesma cor (verde), caule e folhas. Mas quando começam a amadurecer é que as diferenças surgem. O trigo passa a ter uma cor amarelada, enquanto o joio continua verde, ou seja, não muda para melhor.

Suas raízes também possuem diferenças: as do joio espalham-se e se entrelaçam nas raízes de outras plantas, fazendo com que ao tentar arrancá-las, acabe extraindo também as outras plantas. Por isso a orientação do Senhor Jesus:

E os servos Lhe disseram: Queres, pois, que vamos arrancá-lo? Ele (Jesus), porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele.” (Mateus 13.28,29)

Outro aspecto, e o mais importante, é quanto à frutificação. Os “frutos” do joio secam antes de amadurecerem e não

podem ser ingeridos, pois são tóxicos. Já os do trigo são saudáveis e produzem uma das maiores fontes de alimento.

Agora que você entendeu as diferenças entre o joio e o trigo, fica fácil compreender a analogia espiritual feita pelo Senhor Jesus.

Na Bíblia Sagrada com as anotações de fé do Bispo Edir Macedo, ele esclarece que o trigo e o joio são uma referência aos filhos de Deus e aos filhos do maligno. “O trigo diz respeito aos verdadeiros convertidos que o Próprio Senhor tem plantado para a Sua glória. Por outro lado, o joio são os falsos convertidos que se infiltram no meio dos filhos de Deus com o propósito de influenciá-los para o mal. O joio está sempre causando rebeldia e confusão na Igreja do Senhor Jesus, pois é o diabo quem o semeia. Dessa forma, o joio se parece com o trigo, mas não é, o que faz muitos se iludirem com ele. Essa é uma das estratégias de Satanás para enganar os escolhidos e lhes tirar a Salvação”, explica.

Os frutos dos que são “trigo” os diferenciam. Em outras palavras, os frutos do “joio” são os da carne (Gálatas 5.19-21), por isso são venenosos, matam a vida espiritual de quem se alimenta deles. Já os do “trigo” são frutos provenientes do Espírito Santo que habita nele (Gálatas 5.22). Por isso tudo o que o trigo faz é para glorificar a Deus. Ao contrário do joio, que só visa seus próprios interesses.

Perceba que tais características só poderão ser percebidas com o tempo. É ele quem vai mostrar quem é quem. Por essa razão, a orientação do Senhor Jesus é para deixarem que cresçam juntos, pois chegará o dia da grande colheita em que os anjos virão e separarão os verdadeiros dos falsos. Os fiéis (o trigo) vão para o celeiro de Deus, o Céu, enquanto os falsos convertidos (o joio) irão para o fogo eterno.

E fique atento: não basta ter cuidado com os “joios”, mas é preciso tornar-se e manter-se “trigo”, por meio do batismo com o Espírito Santo.

Na novela Jesus, exibida de segunda a sexta-feira, a partir das 20h45, pela Record TV, você pode acompanhar esse e outros preciosos ensinamentos. Para rever a cena em que Jesus ensinou sobre esta parábola assista ao vídeo abaixo:

Acompanhe diariamente aqui no portal Universal.org mais informações sobre os capítulos da novela Jesus, além da história dos personagens e lições de fé que podemos extrair deles. Não perca!

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O joio e o trigo: o tempo revela quem é quem

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games